Prêmio é concedido a quem mais influenciou o mundo, para melhor ou pior; revista ironizou que país vive como "Estados Divididos da América"

Revista ironizou que país vive como Estados Divididos da América
Reprodução/Time
Revista ironizou que país vive como Estados Divididos da América

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi escolhido como a "personalidade do ano" de 2016 pela revista Time , segundo um anúncio feito nesta quarta-feira (7).

LEIA TAMBÉM:  Porque conversa de Trump com presidente do Taiwan já gerou conflito diplomático

O título da revista é concedido à pessoa que mais influenciou o mundo, para melhor ou para pior. Havia 11 finalistas ao título, mas a Time informou que a decisão foi "inevitável" após a vitória de Trump nas eleições de 8 de novembro contra a democrata Hillary Clinton.

"No caso de Trump, ele fez o mundo melhor ou pior? Seu desafio é que o país está profundamento dividido sobre esta resposta", comentou a revista Time , que o definiu como o "presidente dos Estados Divididos da América". "É uma grande honra", comentou Trump, em entrevista à rede NBC .

O magnata se candidatou à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, do qual desbancou seus principais nomes nas primárias. Visto como vencedor "improvável" e centro de uma série de polêmicas, Trump conseguiu ser eleito por número de delegados, enquanto Hillary, candidata pelo Partido Democrata, venceu no voto popular.

Sua eleição gerou preocupação no mundo tudo, pois toda sua campanha eleitoral foi marcada por promessas isolacionistas e xenofóbicas.

Republicano deixará empresas para assumir presidência

Na semana passada, Trump anunciou que deixará todas as suas empresas e atividades econômicas de lado para se dedicar exclusivamente à Presidência  dos Estados Unidos.

Em mensagens no Twitter, Trump afirma que abandonará temporariamente sua carreira empresarial para "não haver conflitos de interesse" enquanto estiver na Casa Branca.

"Apesar de não ser obrigado, por lei, a fazer isto, acredito que, como presidente, ser importante evitar conflitos de interesse com meus negócios", escreveu.

Na mensagem, o magnata enalteceu, mais uma vez, seu dever de "trabalhar para tornar a América grande de novo", referindo-se a um de seus slogans de campanha ("To make American great again").

O republicano explicou que dará mais detalhes sobre seu afastamento em uma coletiva de imprensa, no dia 15 de dezembro, da qual também estarão presentes todos seus familiares.

Aos 70 anos de idade, Trump se tornará o homem mais velho a assumir a Presidência dos EUA no dia 20 de janeiro do próximo ano.

E MAIS:  "Cancela o pedido": Trump quer interromper projeto de novo avião presidencial

Ex-apresentador de reality show, o republicano é mundialmente famoso pelas suas empresas, como a Trump Entertainment Resorts, que opera vários cassinos e hotéis pelo mundo. Ele também atua no setor imobiliário, no qual ocupa uma importante fatia do mercado norte-americano.

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.