Informação de que não houve sobreviventes em tragédia foi confirmada pela Autoridade de Aviação Civil do país; ao menos 21 corpos já foram retirados dos escombros; piloto chegou a alertar emergência antes da queda

Imagem divulgada pelo Ministério da Defesa do Paquistão mostra incêndio provocado pela queda do avião PK-661
Divulgação/Pakistan Defence
Imagem divulgada pelo Ministério da Defesa do Paquistão mostra incêndio provocado pela queda do avião PK-661

Ninguém sobreviveu à queda de um avião comercial na manhã desta quarta-feira (7) na região de Havelian, no norte do Paquistão. A informação foi confirmada há pouco pela Autoridade de Aviação Civil paquistanesa. 

Ao todo, segundo a companhia Pakistan International Airlines, havia 47 pessoas a bordo do avião, sendo 42 passageiros e cinco integrantes da tripulação. Entre as vítimas estavam 31 homens, nove mulheres e duas crianças.

Agentes das Forças Armadas do país já retiraram ao menos 21 corpos do local de acidente, todos eles queimados devido à explosão da aeronave.

O voo PK-661 da Pakistan International Airlines fazia a rota entre as cidades de Chitral e a capital do país, Islamabad, onde deveria ter pousado às 16h40 (9h30 em Brasília).

Fontes do aeroporto da capital paquistanesa dizem que o piloto do voo chegou a enviar uma mensagem de emergência, mas perdeu contato logo depois, por volta das 9h10. O trajeto entre as duas cidades tem pouco mais de uma hora de duração. 

Marcador indica cidade de Abbottabad, local onde avião da Pakistan International Airlines teria caído
Reprodução/Google Maps
Marcador indica cidade de Abbottabad, local onde avião da Pakistan International Airlines teria caído

Junaid Jamshed, ex-integrante do Vital Signs, que foi um dos grupos musicais de maior sucesso no Paquistão durante a década de 1980, estava entre os passageiros. A informação foi confirmada pelo agente de Jamshed à "CNN". 

O avião da Pakistan Airlines era um ATR-42, um bimotor pressurizado de médio porte.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram escombros da aeronave da Pakistan International Airlines
Reprodução/Twitter - @falamb3
Imagens divulgadas nas redes sociais mostram escombros da aeronave da Pakistan International Airlines

LEIA TAMBÉM: "Cancela o pedido": Trump quer interromper projeto de novo avião presidencial

Medellín

A queda da aeronave no Paquistão é o segundo grande acidente aéreo que ocorre em menos de uma semana. Na madrugada do último dia 29, o avião que transportava a delegação da Chapecoense e jornalistas caiu a poucos quilômetros da cidade colombiana de Medellín, onde pousaria. Das 77 pessoas que estavam a bordo do voo da companhia Lamia, apenas seis sobreviveram

Mais informações em instantes