Baba Vanga, que morreu em 1996, previu que o 44º presidente dos EUA seria negro e que seria "o último"; posse de Trump está marcada para janeiro

Segundo previsões, Trump não será o próximo presidente dos EUA. Nem ele e nem ninguém. O que isso pode significar?
CNN/Reprodução - 21.02.2016
Segundo previsões, Trump não será o próximo presidente dos EUA. Nem ele e nem ninguém. O que isso pode significar?

Uma senhora cega, que ficou conhecida por ser uma vidente que acertou previsões como o atentado de 11 de setembro e a criação do grupo extremista Estado Islâmico, afirmou que Barack Obama seria o último presidente dos Estados Unidos. A previsão chega em seus meses finais para ser concretizada, sendo que o presidente eleito Donald Trump tem a sua posse marcada para o dia 20 de janeiro de 2017.

LEIA TAMBÉM: Alvos de nova fase da Lava Jato lavaram mais de R$ 50 milhões, segundo MPF

De acordo com as previsões de Baba Vanga – uma famosa vidente nascida na Bulgária – o 44º presidente norte-americano seria um negro, que tomaria posse sob um clima de esperança, mas que levaria o país à ruína após uma grande crise. A vidente afirmou ainda que o país se dividiria durante a gestão de Obama e que "esse seria o último presidente dos Estados Unidos".

Baba Vanga, que viveu entre 1911 e 1996, não deixou clara a razão para que o 45º presidente não tomasse posse
Reprodução/News.com
Baba Vanga, que viveu entre 1911 e 1996, não deixou clara a razão para que o 45º presidente não tomasse posse

Baba Vanga, que viveu entre os anos de 1911 e 1996, não deixou clara a razão para que o 45º presidente norte-americano não tomasse posse. Segundo o site de notícias News.com, ela poderia estar se referindo ao fato de que, a partir do 45º presidente, os EUA não elegeriam mais políticos, mas celebridades, como Donald Trump em 2017 e Kanye West em 2020.

VEJA AINDA: Senado aprova em 1º turno PEC que estabelece cláusula de barreira

O Daily Mail defende que a previsão de Baba Vanga esteja se referindo a uma desunião dos Estados Unidos, que podem deixar de ser tão "unidos" como os conhecemos.

Outra hipótese é a de que o sistema político norte-americano sofra alterações devido aos protestos contra Trump, mas a chance de que essas alterações se dêem ainda antes da posse de Trump é praticamente nula.

Outras previsões

A vidente ganhou fama internacional depois que parte de suas previsões foram confirmadas. Seus seguidores afirmam que, além da eleição de Obama, ela chegou a prever o atentado de 11 de setembro nos Estados Unidos, o aquecimento global, o tsunami de 2004 e o aparecimento do grupo extremista Estado Islâmico.

Baba Vanga previu uma
Reprodução de vídeo
Baba Vanga previu uma "guerra contra muçulmanos", que iria acontecer após "uma revolta na Arábia"

Baba Vanga dizia que, em 2001, "os irmãos americanos vão cair depois de serem atacados pelos pássaros de aço". Além disso, previu para os anos seguintes uma "guerra contra muçulmanos", que iria acontecer após "uma revolta na Arábia".

Para 2016, a búlgara previu que os muçulmanos iriam invadir a Europa e que o continente deixaria de ser visto como era antes. Em 2018, Baba crê que a China será a nova superpotência mundial e que os Estados Unidos "serão mantidos nas rédeas" pelos chineses.

E MAIS: Juiz nega pedido para anular redação do Enem

As previsões futuras incluem um califado islâmico que dominará toda a Europa por volta de 2043 e cuja capital será Roma. Além disso, em 2066, a América usará uma nova arma para recuperar a Europa dos muçulmanos e, em 2076, o comunismo será implantado na maior parte do mundo.

Leia tudo sobre: estado islâmico