Furacão Earl, formado na costa do Pacífico do México, causou deslizamentos de terra em três comunidades no Estado de Veracruz neste domingo (6)

Estadão Conteúdo

Imagem de satélites mostra o avanço do furacão Earl na costa do México neste domingo (7)
Reprodução/Servicio Meteorológico Nacional del Mexico
Imagem de satélites mostra o avanço do furacão Earl na costa do México neste domingo (7)

O número de mortos por consequência da passagem do furacão Earl, no México, cresceu para 18, neste domingo com uma nova tempestade tropical que se formou fora da costa do Pacífico do país. Chuvas provocaram deslizamentos de terra em três comunidades no Estado de Veracruz, nas costa do Golfo, e mataram 10 pessoas, enquanto na vizinha Puebla pelo menos oito pessoas morreram quando um deslizamento de terra varreu 13 casas na cidade montanhosa de Xaltepec.

Gabriel Alvarado, prefeito do município de Huauchinango, que inclui Xaltepec, disse em um comunicado que as chuvas intensas causaram danos afetando pelo menos 200 pessoas. Alvarado confirmou oito mortes, mas disse que o número poderia aumentar à medida que as operações de busca continuam. "É uma tragédia o que aconteceu com o nosso povo em Huauchinango", disse ele.

LEIA TAMBÉM:  Pacificador de missão da ONU morre em ataque no norte do Mali

A tempestade tropical deste domingo se formou na costa do Pacífico do México, segundo o Centro de Furacões dos Estados Unidos. As fortes chuvas, de entre 10 e 20 centímetros, eram esperados, juntamente com ventos fortes. Fonte: Associated Press.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.