Líder da operação militar líbia diz que mais 250 jihadistas do Estado Islâmico morreram em confrontos nos últimos 10 dias

Após 10 dias de confronto com o Estado Islâmico, a Líbia retomou o controle do porto de Sirte
Reuters
Após 10 dias de confronto com o Estado Islâmico, a Líbia retomou o controle do porto de Sirte

 As forças líbias anunciaram neste sábado (11) que conseguiram retomar o controle do porto de Sirte, o principal refúgio do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no país.

"Mais de 250 jihadistas do EI foram mortos desde o início das operações para libertar Sirte, há cerca de 10 dias", contou o líder da operação militar Ahmed al-Rwayaty, ao portal "Libya's Channel".

Já o porta-voz das forças militares fiéis ao governo de unidade nacional, que governa a Líbia há poucos meses, general Mohamed al-Ghasri, afirmou à emissora "BBC" que a saída do grupo se deu após "pesados confrontos".

O ministro italiano das Relações Exteriores, Paolo Gentiloni, celebrou a informação e disse que espera que "as forças fiéis ao governo possam libertar toda Sirte do Daesh [outro nome dado ao Estado Islâmico".

"A Itália apoia o empenho de [Fayez al] Sarraj contra o terrorismo e pela unidade da Líbia", escreveu Gentiloni sobre o premier local. 

    Leia tudo sobre: Estado Islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.