Magnata já se aproximou do "número mágico" para ter a indicação na Convenção do partido, obtendo 988 delegados

Donald Trump mantém discurso xenofóbico e diz que muçulmanos no mundo são perigosos
WILFREDO LEE/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Donald Trump mantém discurso xenofóbico e diz que muçulmanos no mundo são perigosos

O pré-candidato republicano que lidera a corrida eleitoral nos Estados Unidos, Donald Trump, disse que Washington não pode "continuar permitindo que a China estupre o nosso país", pois "é exatamente isso que eles estão fazendo".

Em comício realizado em Fort Wayne, em Indiana, onde acontecem as primárias na próxima terça-feira (3) o empresário afirmou que "a China foi responsável pelo maior roubo da história do mundo" e "tem danificado as nossas empresas e os nossos trabalhadores". "Nós somos como um porquinho que foi roubado, mas vamos dar a volta por cima. Nós temos as cartas.Temos muito poder na China", acrescentou o magnata.

Delegados

Na contagem até o momento, o magnata se aproximou do "número mágico" para ter a indicação na Convenção do partido, obtendo 988 delegados. Ele é seguido por Ted Cruz, com 568, e John Kasich, com 152.

Para concorrer à Casa Branca, o pré-candidato republicano precisa ter 1.237 votos, mas é cada vez mais forte, no entanto, a hipótese de que nenhum deles alcance esse número, o que faria com que a convenção republicana fosse aberta, ou seja, com os delegados escolhendo na hora quem será seu postulante nas eleições presidenciais.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.