"Rídicula", afirma Trump sobre comparação com Hitler

Além do discurso de ataque às minorias, o republicano tem usado saudação semelhante ao "Heil Hitler" em seus comícios
Foto: CNN/Reprodução - 21.02.2016
O republicano se defendeu das acusações e afirmou que não tinha conhecimento da comparação

Desde que teve início a corrida eleitoral nos Estados Unidos, Donald Trump tem sido frequentemente comparado ao líder nazista Adolf Hitler. Entre as propostas do candidato republicano estão a construção de um muro entre os Estados Unidos e o México, para impedir a entrada de mexicanos no país, e a proibição da imigração de muçulmanos para os Estados Unidos. O discurso, que beira o ódio, tem sido interpretado por muitos como semelhante ao discurso que Hitler usou contra os judeus na Alemanha. 

Além do discurso de ataque contra minorias, como os islâmicos, Trump tem adotado práticas semelhantes às do nazista durante seus comícios. A nova moda do milionário é pedir que os presentes que o apoiam levantem suas mãos direitas saudando-o, uma clara alusão ao "Heil" de Hitler. 

A princípio, Trump ignorou a comparação, dizendo que era ridícula e que o público estava apenas se divertindo. No entanto, durante entrevista ao "Good Morning America", da rede americana ABC, o candidato reviu sua posição e afirmou não ter conhecimento da comparação com Hitler. "Eu não tinha ouvido, mas é uma comparação terrível. Com certeza não estou feliz sobre isso", declarou o candidato. Trump disse que, caso constate que a comparação é plausível, irá parar com a saudação. 


Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-03-08/ridicula-afirma-trump-sobre-comparacao-com-hitler.html