União Europeia pede interrupção imediata de bombardeios na Síria

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Para líderes, bombardeios "ameaçam as perspectivas de paz, beneficiam Estado Islâmico e alimentam a crise dos refugiados"

Agência Brasil

Os líderes da União Europeia (UE) pediram nesta quinta-feira (18) a interrupção imediata dos ataques da Rússia e do regime sírio contra a oposição moderada. Reunidos em Bruxelas até sexta-feira (19), os líderes europeus discutem a questão da Síria, entre outros assuntos.

Líderes condenam os bombardeios repetidos de infraestruturas civis, como escolas e hospitais
UNRWA
Líderes condenam os bombardeios repetidos de infraestruturas civis, como escolas e hospitais

“O Conselho Europeu exorta a Rússia e o regime sírio a cessarem imediatamente seus ataques contra os grupos de oposição moderada”, lê-se no rascunho das conclusões do encontro, acrescentando ainda que os bombardeios “ameaçam as perspectivas de paz, beneficiam o Estado Islâmico e alimentam a crise dos refugiados”, diz o comunicado.

Os chefes de Estado e de governo da UE salientam ainda sua preocupação com o “risco de uma nova escalada militar e condenam os bombardeios repetidos de infraestruturas civis”, em referência a escolas e hospitais.

A conclusão da cúpula deverá ser apresentada amanhã, ao final do encontro.

Leia tudo sobre: SíriaUnião EuropeiaRússia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas