Bélgica desmantela célula do Estado Islâmico e prende 10 pessoas

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Operação em bairro conhecido como reduto de extremistas em Bruxelas; grupo recrutava terroristas para treinar na Síria

Região central de Bruxelas é esvaziada após ameaça de ataques, no final do ano passado
Wylderice/Creative Commons
Região central de Bruxelas é esvaziada após ameaça de ataques, no final do ano passado

A Procuradoria de Bruxelas anunciou o desmantelamento de uma célula terrorista do Estado Islâmico e a prisão de 10 pessoas ligadas ao grupo, nesta terça-feira (16). Em nota, as autoridades informaram que o grupo atuava como uma rede de recrutamento que enviava jihadistas para a Síria.

A operação ocorreu no bairro de Molenbeek, conhecido como reduto de extremistas islâmicos. Durante a ação, os policiais apreenderam computadores e celulares que agora serão analisados com o objetivo de "estabelecer ligação com o fato de várias pessoas terem ido à Síria para unir-se ao Estado Islâmico" por meio do grupo.

A Bélgica ganhou os holofotes na guerra ao terror por ligação de moradores do país com a executação dos atentados ocorridos em Paris, em novembro. Dezenas de ações foram realizadas nos últimos anos em busca de jihadistas que planejam atacar nações europeias ou se unir à luta extremista no califado autoproclamado pelo EI nos territórios sírio e iraquiano.

Leia tudo sobre: BélgicaEstado IslâmicoSíria

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas