Briga entre facções rivais deixa 52 mortos em presídio no México

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Rebelião só foi controlada duas horas após início do confronto entre grupos rivais; 12 detentos ficaram feridos

Governador de Nuevo León, Jaime Rodriguez convocou coletiva de imprensa para falar sobre rebelião
Governo de Nuevo León
Governador de Nuevo León, Jaime Rodriguez convocou coletiva de imprensa para falar sobre rebelião

Uma briga entre facções criminosas deixou 52 mortos durante rebelião no presídio de Topo Chico, em Nuevo León, no norte do México nesta quinta-feira (11). Outras 12 pessoas ficaram feridas, sendo cinco delas em estado grave.

De acordo com comunicado do governo local, o enfrentamento ocorreu por volta das 23h30 (horário local) e foi promovido por grupos liderados pelos criminosos "El Credo" e "El Z 27".

Diversas instalações do presídio foram incendiadas durante o confronto, que durou cerca de duas horas até que as autoridades penitenciárias controlassem a matança com o auxílio do Exército, da Marinha e da Polícia Federal mexicana.

Não houve registro de fugas ou do uso de armas de fogo. Até o momento, 20 mortos foram identificados pela perícia mexicana.

O governador de Nuevo León, Jaime Rodriguez, classificou o episódio como "lamentável e doloroso". O violento confronto se dá pouco menos de uma semana antes da visita do Papa Francisco ao país.

Leia tudo sobre: RebeliãoMéxico

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas