Dez coisas em que Donald Trump, líder entre republicanos, acredita

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Muro para barrar imigrantes, tortura em interrogatórios e negação do aquecimento global estão entre ideias do magnata

BBC

Após derrota em Iowa, pré-candidato republicano venceu prévias de New Hampshire, na terça
Divulgação
Após derrota em Iowa, pré-candidato republicano venceu prévias de New Hampshire, na terça

Com a vitória nas primárias do Partido Republicano em New Hampshire, o polêmico empresário bilionário Donald Trump conseguiu, pela primeira vez na corrida presidencial norte-americana, traduzir seu apoio entre eleitores em aprovação do partido.

Trump, que nunca concorreu a uma eleição mas vinha sendo constantemente apontado em pesquisas como preferido dos eleitores republicanos, havia perdido a primeira prévia, de Iowa, dez dias atrás.

Apesar da boa colocação nas pesquisas, muitos viam com ceticismo as chances do pré-candidato na campanha, principalmente pelas suas controvertidas posições.

Veja abaixo dez das propostas e convicções de Trump:

1. Mesquitas devem ser vigiadas pela polícia
Trump acredita que muçulmanos devem ser rastreados e monitorados pela polícia como iniciativa para combater o terrorismo; ele não se importa que a medida seja vista como "politicamente incorreta".

2. Retomada de tortura e outros métodos extremos em interrogatórios
O empresário aprova o uso de métodos como "waterboarding", o afogamento controlado, como parte da luta contra o grupo autointitulado Estado Islâmico. O candidato disse que estes métodos são "ninharia" comparados às táticas extremas usadas pelos combatentes islâmicos, como a decapitação de reféns.

3. Bombardear intensamente o Estado Islâmico
Trump alega que nenhum outro candidato seria tão duro contra o EI quanto ele; os bombardeios seriam uma forma de enfraquecer o grupo cortando o seu acesso a petróleo.

Leia também: 
Atrás de Sanders, Hillary conta com minorias para voltar à liderança

4. Construir uma 'grande, grande muralha' entre os EUA e o México
O republicano quer erguer a construção para manter os imigrantes ilegais – inclusive sírios – fora dos Estados Unidos. Trump sugere que grande parte dos mexicanos que entram em território norte-americano são criminosos. "Eles estão trazendo drogas e trazendo o crime, são estupradores", já discursou.

Trump vai ainda mais longe: para ele, é o México que deveria pagar pela construção da muralha – cujo custo, segundo um analista da BBC, ficaria entre US$ 2,2 bilhões e US$ 13 bilhões.

Iraquianos são torturados e mortos pelo EI: Trump quer cortar petróleo para enfraquecer grupo
Reprodução
Iraquianos são torturados e mortos pelo EI: Trump quer cortar petróleo para enfraquecer grupo

5. Deportação em massa de cerca de 11 milhões de imigrantes ilegais
Esta ideia de Trump foi criticada como sendo xenófoba e também muito cara – os custos são estimados em cerca de US$ 114 bilhões. O republicano também pretende acabar com a "cidadania por nascimento", a política que garante a cidadania americana aos filhos dos imigrantes ilegais que tenham nascido nos EUA.

6. Uma 'boa amizade' com o presidente russo Vladimir Putin
Em entrevista à rede de notícias "CNN", Trump afirmou que o líder russo Vladimir Putin e o presidente americano Barack Obama não gostam um do outro e, por isso, não conseguem negociar. Mas ele provavelmente se daria muito bem com o presidente russo, como ressaltou: "Acho que não teríamos o tipo de problemas que estamos tendo agora".

7. A China deve fazer mais se quiser manter um comércio mais igualitário com os EUA
Se eleito, Trump pretende obrigar a China a parar de desvalorizar a própria moeda e forçar o país asiático a melhorar os padrões ambientais e de direitos trabalhistas.

8. Mudança climática é apenas 'o tempo'
Trump acredita que manter o "ar limpo" e a "água limpa" é importante, mas afirma que a mudança climática é uma "farsa" e que as restrições ambientais para empresas fazem com que elas sejam menos competitivas no mercado global.

Leia também: 
Empreendedor vende garrafas de ar puro inglês a R$ 450 para cidades poluídas na China

9. O mundo seria melhor se Saddam e Khadafi ainda estivessem no poder
O republicano disse à "CNN" acreditar que a situação na Líbia e no Iraque é "muito pior" do que no tempo em que os dois países eram governados, respectivamente, pelos ditadores Saddam Hussein e Muammar Khadafi.

10. Ele é um 'cara muito legal'
No mais recente livro de Trump, "Crippled America" ("América Aleijada", em tradução livre), o magnata se descreve como "um cara muito legal, acredite, me orgulho de ser um cara legal, mas também sou passional e determinado em fazer deste um grande país de novo".

Leia também: 
Brasil avança em conhecimento básico de matemática, mas continua atrás em ranking

 

Leia tudo sobre: donald trumpeuaestados unidoseleiçõesrepublicano

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas