Obama divulga último pedido de orçamento e quer US$ 19 bi para cibersegurança

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente dos EUA pediu US$ 4,1 trilhões para uma série de iniciativas, como luta contra o câncer e o aquecimento global e também para o combate às constantes ameaças terroristas

Presidente norte-americano Barack Obama entregou nesta terça-feira orçamento para 2017
Reprodução/ White House
Presidente norte-americano Barack Obama entregou nesta terça-feira orçamento para 2017

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enviou nesta terça-feira (9) ao Congresso norte-americano seu último pedido de orçamento para 2017, um total de US$ 4,1 trilhões para uma série de iniciativas. Entre elas seria uma grande guerra contra o câncer, uma luta contra o aquecimento global, o combate às ameaças terroristas e a segurança cibernética, para qual destinou US$ 19 bilhões.

Esta seria a proposta com maior importância que, segundo Obama, deveria angariar apoio bipartidário. Durante sua campanha de 2008, o presidente tinha como tema principal a segurança cibernética, e prepara um anúncio para novas medidas.

O novo plano de gastos para outubro, que é quando o ano fiscal de 2017 começa, enfrenta uma espécie de ameaça dos republicanos, que esperam voltar para a Casa Branca. Além disso, não se sabe se a proposta será facilmente aceitada, já que o Congresso é comandado pelo Partido Republicano, oponente ao do presidente, que é dos democratas. 

Com o novo orçamento, os impostos também terão aumento. Legisladores republicanos afirmam que a proposta de Obama de instituir um imposto de US$ 10 por barril de petróleo, por exemplo, para trazer um adicional de US$ 319 bilhões ao longo da próxima década, não tem a menor chance de ser aprovada no Congresso. Segundo eles, o valor poderia ser usado em programas de transporte alternativo como parte do esforço dos EUA de lidar com o aquecimento global.

"O presidente Obama nunca propôs um orçamento que tem um certo equilíbrio. Esse imposto sobre o petróleo só iria aumentar o custo médio da gasolina, US$ 0,24 por galão, o que prejudicaria o setor de trabalho e economia do país. Os americanos merecem algo melhor", afirmou o presidente da Câmara,  Paul Ryan. O político fez promessa de que os republicanos iriam chegar nas próximas semanas a um orçamento que atingisse um equilíbrio.

Leia tudo sobre: barack obamaestados unidosmandatoorçamento

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas