Repórter é assediada durante transmissão ao vivo no carnaval alemão

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ataque ocorreu em Colônia, cidade onde diversas mulheres foram assediadas sexualmente durante o último Réveillon

Manifestantes chegaram a protestar em Colônia após série de ataques a mulheres no Réveillon
BBC
Manifestantes chegaram a protestar em Colônia após série de ataques a mulheres no Réveillon

Uma jornalista belga foi assediada ao vivo por homens durante uma transmissão para o canal "RTBF" sobre o carnaval de Colônia, cidade alemã onde centenas de mulheres já haviam sido atacadas sexualmente no último Réveillon.

O vídeo mostra um indivíduo de jaqueta azul, com uma lata de cerveja na mão, se aproximando por trás e simulando atos sexuais com a repórter Esmeralda Labye, que nem por isso interrompe seu trabalho. Logo depois, chega outro homem, e os dois continuam o assédio.

Assista no vídeo abaixo o momento exato em que a jornalista sofre o assédio:


"Senti um beijo no pescoço e depois uma voz masculina que dizia 'Quer vir para a cama comigo?'. E suas mãos estavam nas minhas costas", conta a jornalista em um artigo publicado no site da "RTBF". Esmeralda diz que não havia percebido a presença dos agressores antes porque estava concentrada. 

A repórter, que fez uma denúncia à polícia de Colônia, relata que um dos indivíduos chegou até a tocar nos seus seios, quando ela se irritou e falou, em inglês, "não façam isso de novo, não me toquem". "Eles pareciam não entender por que eu estava tão brava, mas foram embora", acrescenta. 

Neste sábado (6), um adolescente de 17 anos se apresentou a uma delegacia acompanhado da mãe e confessou que é uma das pessoas que aparecem no vídeo, mas negou que seus gestos tiveram caráter sexual. Durante a semana, uma jovem de 22 anos já havia denunciado ter sido vítima de estupro durante o famoso carnaval da cidade alemã. Um refugiado afegão foi preso pelo crime. Até o momento não se sabe a nacionalidade dos homens que atacaram a jornalista belga.

Leia tudo sobre: alemanhacolôniaassédio sexual

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas