Criança decapita rebelde sírio em vídeo divulgado pelo Estado Islâmico

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Garoto de aproximadamente 10 anos desafia os Estados Unidos em gravação: "Gostaríamos de tê-los aqui em nossas terras"

Criança arrasta rebelde sírio pela cabeça e manda mensagem para os EUA:
Reprodução/Twitter
Criança arrasta rebelde sírio pela cabeça e manda mensagem para os EUA: "Vamos destruí-los"

O Estado Islâmico divulgou um novo vídeo no qual um menino decapita friamente um homem, e alerta que os Estados Unidos serão destruídos. A vítima seria Muhammad Tabsho, um rebelde sírio.

A gravação, que foi ao ar nesta quinta-feira (4), exibe uma suposta confissão do homem, que é arrastado pela criança que aparenta ter cerca de 10 anos. Enquanto segura a cabeça do sírio, pronto para a decapitação, o garoto envia uma mensagem aos Estados Unidos. "América, esses são os soldados que vocês armam e que gastam seu dinheiro. Vamos destruí-los", afirma para a câmera.

Após declarar ódio aos Estados Unidos, garoto de cerca de 10 anos corta a cabeça do rebelde
Reprodução/Twitter
Após declarar ódio aos Estados Unidos, garoto de cerca de 10 anos corta a cabeça do rebelde

O menino ainda desafia as tropas do país presidido por Barack Obama. "Gostaríamos de tê-los aqui em nossas terras", convida. Então, após a declaração, ocorre a decapitação do homem de forma brutal, em que ele tem sua cabeça cortada diversas vezes. Por fim, a cabeça é colocada em cima das costas, como é feito em todas as execuções do grupo. Embora o jovem tenha mandado sua mensagem em inglês, não foi confirmara a sua nacionalidade. Segundo o site Intelligence Group, a execução teria ocorrido na província de Aleppo.

Essa não é a primeira vez que crianças agem em nome do grupo extremista. Em um outro vídeo antigo, um pequeno garoto aparece ao lado de um rebelde do grupo antes de atirar na cabeça de um refém. Em janeiro, o Estado Islâmico usou uma criança de Londres que executa cinco homens, acusados de serem espiões. 

Na época, o primeiro-ministro David Cameron condenou a gravação, dizendo que era uma forma de resposta a pressão que o Reino Unido fazia sobre o Estado Islâmico, onde lutava contra o grupo no Iraque e na Síria. 

Rebelde sírio tem cabeça cortada diversas vezes, até que criança coloca o membro nas costas
Reprodução/Twitter
Rebelde sírio tem cabeça cortada diversas vezes, até que criança coloca o membro nas costas


Leia tudo sobre: estado islâmicodecapitaçãosírio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas