Mãe recebe R$ 60 mil para abusar sexualmente da filha de 11 meses

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Mulher afirmou que fez vídeos enquanto estava grávida, mas depois que seu bebê nasceu, ela decidiu envolvê-la também

Uma mãe foi presa acusada de abusar sexualmente da filha de apenas 11 meses em troca de R$ 60 mil. A acusada foi presa na semana passada depois que a polícia da Romênia recebeu uma pista do FBI.

As autoridades norte-americanas descobriram as fotos da mãe abusando de seu bebê enquanto investigava Brandon Gressette, que foi preso no ano passado por exploração e pornografia infantil.

Mulher também afirmou que fez vídeos enquanto estava grávida
Reprodução
Mulher também afirmou que fez vídeos enquanto estava grávida

Entre junho de 2014 e outubro de 2015, ela também tinha recebido um total de 7.000 libras por meio de 13 transferências feitas por sete pessoas dos EUA, Reino Unido, Bélgica e Holanda.

A mulher disse aos promotores que ela não achava que a bebê iria ser emocionalmente afetado, pois era muito pequena. "Eu concordei em fazer essas coisas com a minha filha porque eu pensei que ela não poderia sofrer qualquer trauma. Eu pensei que era tudo apenas um jogo", disse.

Ela também afirmou que fez vídeos enquanto estava grávida, mas depois que seu bebê nasceu, ela decidiu envolvê-la.

"Alguns dos meus clientes sabiam que eu tinha um bebê. Eles me pediram para despi-la e tocá-la. Eu concordei em fazer isso em troca de dinheiro. Alguns deles estavam me pagando com 500 dólares", finalizou a acusada.

Se for considerada culpada, a mãe pode pegar até 15 anos de prisão.

Lembre os crimes que chocaram em 2015

Matusalém Ferreira Júnior é acusado de mandar matar a esposa e os filhos gêmeos. Foto: Reprodução/YoutubePai dos bebês afirmou ter ajudado suposto assassino a marcar encontro com mãe para "dar um susto nela", que exigia pensão para os dois filhos. Foto: Facebook/ReproduçãoMulher e amante encomendaram morte de empresário de SP para ficar com o dinheiro. Segundo as investigações, a vítima teria um seguro de vida de R$ 500 mil
. Foto: ReproduçãoMarido mata a mulher e dorme ao lado do corpo por quatro noites no RS. Homem admitiu crime, mas diz que a morte foi acidental após a mulher cair e bater a cabeça. Foto: ReproduçãoO pintor de paredes Jorge Luiz Morais de Oliveira, 41 anos, confessou ter matado cinco mulheres e um homem desde o início de 2015. Os corpos foram escondidos na casa dele. Foto: Marcos Bezerra/Futura Press - 28.9.15 Tamara Samsonova, de 68 anos, decapitou e desmembrou dez vítimas em São Petersburgo, segundo confissão em um diário
. Foto: ReproduçãoJulio César Arrabal, de 40 anos, teria matado a esposa, levado o corpo para represa de Nazaré Paulista e depois se matado. Foto: ReproduçãoMala onde estava o corpo foi achado às margens da represa Atibainha, em Nazaré Paulista, interior de São Paulo (10.03.15). Foto: Edison Temoteo/Futura PressMichelli Nogueira Arrabal, de 31 anos, era casada. Foto: Facebook/ReproduçãoJovem de 22 anos foi presa acusada de matar o próprio pai na Paraíba. Em vídeo na web, a mulher confessou o crime e contou que, após matar o pai, bebeu seu sangue . Foto: Reprodução   Em junho, universitária de 25 anos e o namorado, 26, foram assaltados, sequestrados e baleados na cabeça em São Paulo. Foto: ReproduçãoEm setembro, um jovem de 15 anos assassinou o pai na frente da família com 18 tiros, no Rio. O suspeito teria tentado se suicidar, mas não tinha mais munição e fugiu. Imagem ilustrativa. Foto: ReproduçãoCom ajuda da irmã que também era sua amante, jovem mata os pais e come corpos. Crime chocou a cidade de Pilar, localizada a de 60 quilômetros de Buenos Aires, Argentina. Foto: Reprodução A Polícia Civil prendeu dois irmãos acusados de terem matado e esquartejado uma jovem de 24 anos na cidade Urubici, na serra de Santa Catarina. Foto: ReproduçãoEm novembro, jovem de 18 anos foi encontrada morta a facadas com diversos ferimentos no rosto e no pescoço, em Santa Catarina. 
. Foto: ReproduçãoCarolina Slachta: depoimento da mulher do assassino levou polícia a encontrar culpado, um vizinho. Foto: Facebook/ReproduçãoEm fevereiro, família foi encontrada morta em Santa Catarina. PM suspeita que pai matou esposa, filha, sogro, sogra e cunhada e depois se matou por não aceitar separação. Foto: ReproduçãoAlcir Pederssetti, de 41 anos, é suspeito de assassinar a esposa, filha, sogro, sogra e cunhada e depois se matar. Foto: Reprodução/Facebook


Leia tudo sobre: crimemãefilhoabuso sexual

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas