Presidente argentino anuncia aumento na conta de luz que pode chegar a 350%

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

Mauricio Macri retirou subsídio do governo e aumento pode chegar a até 350% para residências e 600% para a indústria

O novo presidente da Argentina, Mauricio Macri, em seu discurso de posse no Congresso
Reprodução/Twitter
O novo presidente da Argentina, Mauricio Macri, em seu discurso de posse no Congresso

Em meio a uma série de mudanças implementadas desde que assumiu o poder no final do ano passado, o presidente argentino Mauricio Macri anunciou o reajuste das tarifas de luz.
O preço da eletricidade teve subsídio do governo durante os 12 anos de kirchnerismo e, segundo cálculos do jornal local "La Nacion", a alta pode chegar a 350% entre as residências e 600% no caso das grandes indústrias.

Em boletim oficial, a gestão Macri explicou que houve "abandono de critérios econômicos na definição de preços, o que distorceu os sinais econômicos, aumentando o custo do abastecimento, desestimulando o investimento privado".

A mudança entra em vigor a partir de segunda-feira, dia 1.

Leia tudo sobre: argentinaconta de luzmauricio macrigoverno

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas