Coletes salva-vida de migrantes formam sinal da paz em ilha grega

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Mais de um milhão de migrantes encontraram refúgio na Europa em 2015, a maioria deles fugindo da guerra e da miséria na Síria, Afeganistão, Iraque e Eritreia

Agência Brasil

O grande símbolo cor de laranja é formado por coletes salva-vidas também de migrantes que morreram ao tentar a travessia
Reprodução
O grande símbolo cor de laranja é formado por coletes salva-vidas também de migrantes que morreram ao tentar a travessia

Coletes salva-vidas de milhares de migrantes que cruzaram no ano passado o mar Egeu foram reunidos e formam um enorme sinal de paz em uma colina na ilha grega de Lesbos.

A iniciativa é da organização Médicos Sem Fronteiras e do Greenpeace, em conjunto com outras organizações, como a Sea Watch e o grupo local Starfish. A intenção é divulgar a mensagem da paz para 2016.

Segundo o Greenpeace, 100 voluntários recuperaram coletes salva-vidas usados por 500 mil migrantes que atravessaram o mar Egeu, da costa turca até a ilha grega de Lesbos.

O grande símbolo cor de laranja é formado por coletes salva-vidas também de migrantes que morreram ao tentar a travessia.

Mais de um milhão de migrantes encontraram refúgio na Europa em 2015, a maioria deles fugindo da guerra e da miséria na Síria, Afeganistão, Iraque e Eritreia.

Leia tudo sobre: migranteseuropagreenpeacemédicos sem fronteirassea watchstarfish

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas