Papa diz que aborto é uma "falsa solução"

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

Para Pontífice, interrupção da gravidez não resolve sofrimento

AP Photo/Gregorio Borgia
"Não existe explicação para o sofrimento das crianças, é um mistério", afirmou papa

Durante um encontro nesta sexta-feira (29) com crianças doentes, o papa Francisco afirmou que o aborto é "uma falsa solução do problema do sofrimento".

Além disso, o Pontífice expressou sua admiração pelas mães que se recusam a interromper a gravidez e qualificou como "heroísmo" o fato de levar com "coragem" os desafios enfrentados pelas crianças que têm alguma limitação.

Entre os 20 pequenos que se encontraram com Jorge Bergoglio, estavam um bebê cego e surdo de 10 meses e uma menina de nove anos recém-operada de um tumor no cérebro. "Não existe explicação para o sofrimento das crianças, é um mistério", disse Francisco, segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

Leia também:

Em audiência geral, Papa diz que "não há casamento express"

União gay na Irlanda é "derrota da humanidade", diz Vaticano

O Papa também convidou os pais desses jovens a não terem medo de "desafiar o Senhor" e sentir "o olhar de ternura do Pai, que diz: 'O meu filho também sofreu'". No ano passado, o Pontífice já havia criticado o aborto, ao falar que se tratava de uma "falsa compaixão", assim como a eutanásia e a fecundação artificial.

No entanto, durante o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, que começa em novembro de 2015, tais "pecados" poderão ser perdoados pela Igreja.

Leia tudo sobre: papaaborto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas