TV mostra encontro entre homem que recebeu transplante de rosto e irmã do doador

Por iG São Paulo - |

compartilhe

Tamanho do texto

Richard Norris, desfigurado por tiro de espingarda, recebeu língua, dentes, ossos, pele e cabelo de jovem morto em 2012

A TV australiana 9 News exibirá no próximo domingo (30) o encontro entre o homem que recebeu um dos primeiros transplantes de rosto totais do mundo e a irmã do doador.  A cirurgia ocorreu em 2012 e levou 36 horas.

O norte-americano Richard Norris, que quando tinha 22 anos ficou desfigurado ao disparar acidentalmente uma espingarda em 1997, recebeu língua, dente, ossos, pele e cabelo do jovem Joshua Aversano, morto aos 21 em um atropelamento ao atravesar a rua.

Leia também:

- Americano ganha mandíbula, dentes e língua em transplante de face

- Jovem que realizou transplante de rosto se vê no espelho pela primeira vez

- Paciente que recebeu transplante total de rosto tem alta

- Mulher conta como luta contra a depressão após transplante de rosto

Veja imagens de Norris e de oturas pessoas que receberam transplante de rosto

Richard Norris antes e depois do acidente que o desfigurou; norte-americano foi o primeiro a receber um transplante de face. Foto: Reprodução/9NewsJoshua Aversano (à esquerda), cujo rosto foi doado para Norris (à direita, após o transplante). Foto: Reprodução/9NewsRebekah Aversano, irmã do doador, encontra Norris. Foto: Reprodução/9NewsOscar, paciente que recebeu um dos primeiros transplantes de rosto da história, em 2010, na Espanha. Foto: AFPIsabelle Dinoire, que também recebeu transplante e enfrentou depressão. Foto: BBCUgu Acar, que recebeu transplante de rosto em 2012 após sofrer queimaduras. Foto: Reprodução

Neste domingo, o programa 60 Minutes mostrará o encontro entre Norris e Rebekah Aversano, irmã de Joshua.

"É o rosto com quem eu cresci", diz Rebekah no trecho do vídeo disponibilizado pela 9 News.

Norris tinha apenas 50% de chances de sobreviver a cirurgia, e até hoje corre risco de morte em razão da rejeição aos tecidos implantados, segundo a 9 News. Antes da cirurgia, entretanto, ele só conseguia sair de casa à noite e mesmo assim, usando chapéu e máscara.

A cirurgia foi financiada pela Marinha norte-americana, que tem expectativa de usar a técnica em soldados desfigurados em combate.


Leia tudo sobre: richard norrisig saúdetransplante de rosto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas