Estado Islâmico executa 16 comerciantes no Iraque

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

A província, a maior do Iraque e que faz fronteira com a Síria, está praticamente sob controle do Estado Islâmico, incluindo a capital, Ramadi, tomada no último domingo (17) pelo grupo

Agência Brasil

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) executou 16 comerciantes que transportavam produtos alimentícios de Baiji, tomada pelos extremistas, para Haditha, controlada pelas forças governamentais, anunciaram neste domingo (24) as autoridades locais.

“O Daesh [sigla em árabe do grupo] executou 16 comerciantes de Haditha na noite passada”, disse o presidente da Câmara da cidade, Abdelhakim al-Jighaifi. “As vítimas transportavam sobretudo legumes, por exemplo, de Baiji para Haditha”, explicou.

Leia mais: Estado Islâmico chama Michelle Obama de prostituta

Estado Islâmico invade museu na Síria, mas relíquias já não estavam mais lá

Estado Islâmico fará ataque sem precedentes nos Estados Unidos

Baiji, situada nas margens do Tigre a cerca de 200 quilômetros ao norte de Bagdá, foi tomada pelos jihadistas logo no início da ofensiva lançada por eles em junho de 2014.

Haditha, nas margens do Eufrates, fica cerca de 130 quilômetros a sudoeste de Baiji. É a última grande cidade da província de Al-Anbar (oeste) sob controlo do exército iraquiano.

A província, a maior do Iraque e que faz fronteira com a vizinha Síria, está praticamente sob controle do Estado Islâmico, incluindo a capital, Ramadi, tomada no último domingo (17) pelo EI.

“Eles foram mandados parar num posto de controle e raptados. A seguir, foram executados, alguns a tiros, outros degolados”, disse o presidente da Câmara. Os cadáveres foram encontrados na estrada por habitantes de Haditha.

Leia tudo sobre: estado islâmicoiraquecomerciantesmortos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas