Papa critica precariedade no mercado de trabalho

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

"Aumento da precariedade faz as pessoas sentirem que a falta de trabalho tira a dignidade e impede a plenitude da vida humana", disse Francisco

O papa Francisco fez um apelo neste sábado (23) contra a precarização do trabalho e as condições que impedem os jovens de ingressarem no mercado.

"O aumento da precariedade, do trabalho irregular e a chantagem faz as pessoas, principalmente os mais jovens, sentirem que a falta de trabalho tira a dignidade, impede a plenitude da vida humana e exige uma reposta vigorosa", afirmou o líder da Igreja Católica em uma audiência com a Associação Cristã de Trabalhadores Italianos (Acli).

"Não podemos cortar as asas dos jovens, que têm tanto a contribuir com sua inteligência e capacidade. Eles devem ser liberados do peso que os oprime de entrar, em pleno direito, no mundo do trabalho", destacou.

Francisco também pediu que as empresas se esforcem para que o trabalho seja seja livre, criativo, participativo e solidário. E ele condenou a discriminação de mulheres no mercado.

Leia tudo sobre: mundoitaliapapa francisco

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas