Para realizar o projeto, o lituano Marius Jovaisa precisou de cinco anos e mais de R$ 3 milhões; veja as imagens

BBC

O fotógrafo lituano Marius Jovaiša conseguiu o que parecia impossível: convencer as autoridades de Cuba a permitir que ele fizesse fotos aéreas da ilha, algo que ninguém havia feito antes.

Para conseguir estas imagens ele precisou de cinco anos e um investimento de US$ 1 milhão (mais de R$ 3 milhões). O resultado de tanto tempo e dinheiro é o livro Unseen Cuba ("Cuba Nunca Vista Antes", em tradução livre).

"Queria me transformar no primeiro artista a fotografar Cuba do alto", disse Jovaiša, que já fez livros parecidos sobre o México e Belize.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.