Egito aprova planos para reerguer Farol de Alexandria

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Edificação é considerada uma das sete maravilhas do mundo antigo e teria sido destruída por um tremor no século 14

BBC

Autoridades egípcias aprovaram os planos para reconstruir uma das sete maravilhas do mundo antigo, o Farol de Alexandria. A edificação foi concluída por volta de 280 d.C. e tinha entre 110 metros e 130 metros de altura.

Leia também: Cientistas britânicos desvendam mistério das múmias vazias

O plano é reconstruí-la a poucos metros de onde ficava originalmente, na cidade litorânea de Alexandria. Atualmente, o local é ocupado pela Citadela de Quaitbay, informou o jornal egípcio The Cairo Post.

O comitê permanente do Egito para antiguidades aprovou a proposta que depende apenas da aprovação do governo regional de Alexandria para sair do papel, afirmou Mostafa Amim, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, ao site de notícias Youm7.

Uma das sete maravilhas do mundo antigo, construção teria sido destruída por terremoto no século 14
Wikimedia/Emad Victor Shenouda
Uma das sete maravilhas do mundo antigo, construção teria sido destruída por terremoto no século 14


O Farol de Alexandria era uma das mais famosas construções do mundo antigo. "A construção original compreendia três andares: uma base quadrada com um núcleo central, uma seção mediana octogonal e um topo circular", afirmou o professor de arqueologia Fathy Khourshid ao Cairo Post.

O farol guiava navios usando um espelho durante o dia e uma chama durante a noite. A construção sofreu graves danos durante uma série de terremotos e acredita-se que tenha sido destruída por um tremor no início do século 14.

Resquícios da estrutura foram usados para construir a Citadela de Qaitbay. Outros restos foram descobertos no porto de Alexandria, em 1990.

Leia tudo sobre: egitofarol da alexandria

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas