OMS declara fim da epidemia de ebola na Libéria

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Anúncio foi feito após 42 dias sem registro de novos casos; país contabilizou mais de 4,7 mil mortos e 10,5 mil casos em 1 ano

Agência Brasil

A epidemia de ebola foi erradicada da Libéria, depois de 42 dias sem registo de novos casos, anunciou neste sábado (9) Alex Gasasira, representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) na Monróvia, capital do país.

“Hoje, 9 maio de 2015, a OMS declara a Libéria livre da transmissão do vírus do ebola”, disse ele em cerimônia com a presença da presidenta do país, Ellen Johnson Sirleaf.

Entenda: Vírus do ebola pode ter ficado mais contagioso, advertem cientistas

“Quarenta e dois dias passaram-se desde que o último caso foi confirmado em laboratório. A epidemia na Libéria acabou”, acrescentou Gasasira, ao destacar que essa é uma “conquista monumental” para o país.

O cálculo foi feito com base no duplo período de incubação máxima do vírus, 21 dias, depois da última morte, sem que tenham surgido novos casos.

Em um ano, a Libéria contabilizou mais de 4,7 mil mortos e 10,5 mil casos. O pico da epidemia ocorreu entre agosto e setembro de 2014, com o registo de 300 a 400 novos casos semanais.

Alex Gasasira elogiou a determinação do governo e da população do país em combater a epidemia, que foi a pior desde a detecção do vírus em 1976.

A presidenta agradeceu à população os esforços nesse sentido e lembrou os 189 profissionais que lutaram contra a doença e morreram.

Apesar do anúncio, a Libéria terá de manter a vigilância, uma vez que os países vizinhos Serra Leoa e Guiné-Conacri ainda enfrentam a epidemia.

No total, o vírus matou mais de 11 mil pessoas, em 26,5 mil casos identificados, sobretudo na Libéria, Serra Leoa e Guiné-Conacri.

Leia tudo sobre: LibériaEbolaerradicação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas