Estado Islâmico reivindica ataque terrorista em mostra de charges no Texas

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Após tweet de suposto jihadista, rádio ligada ao EI transmitiu declaração de que "dois soldados do califado" fizeram ataque

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta terça-feira (5) a autoria do ataque contra uma mostra de charges do profeta Maomé, no estado norte-americano do Texas.

Ontem: Atiradores do Texas seriam simpatizantes do grupo terrorista Estado Islâmico

Investigadores do FBI perto do apartamento que seria de um dos homens armados que invadiram evento de cartoons sobre Maomé no Texas, EUA (4/05)
AP
Investigadores do FBI perto do apartamento que seria de um dos homens armados que invadiram evento de cartoons sobre Maomé no Texas, EUA (4/05)

Mais cedo: Polícia mata dois atiradores em mostra de charges sobre Maomé no Texas

Após tweet de um suposto jihadista, a rádio Al Bayan, ligada ao EI, transmitiu uma declaração de que "dois soldados do califado" cometeram o ataque. O atentado ocorreu no último domingo (3) e foi realizado pela dupla Elton Simpson, de 30 anos, e Nadir Soofi, de 34.

Promovido pela organização American Freedom Defense Initiative (AFDI), o evento daria um prêmio de US$ 10 mil para o melhor desenho do fundador do islamismo. Nenhuma pessoa presente na exposição se feriu com os disparos, mas os dois atiradores foram mortos pela polícia.

Em janeiro, homens armados invadiram a sede do jornal francês satírico "Charlie Hebdo" e cometeram um massacre, alegando que a publicação violava os princípios do Islã de representação de Maomé.

Leia tudo sobre: eiilmaometexaseua

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas