Unicef mostra preocupação com o tráfico de crianças no Nepal

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Risco recai, sobretudo, nas crianças que não tem quem cuide delas em consequência ao grave terremoto que atingiu o país

Agência Brasil

A representação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em Katmandu alertou neste domingo (3) para o risco de aumento do tráfico de crianças no Nepal na sequência do terremoto que atingiu o país, assim como para o perigo de agravamento de problemas já existentes, como a subnutrição. O Unicef está preocupado com o movimento ilegal de crianças “no meio do caos” associado a qualquer emergência.

Leia também: Mortos em terremoto no Nepal passam de 7 mil  

Após 8 dias, Nepal resgata idoso de 101 anos e mais dois sobreviventes

Segundo a chefe da Proteção Infantil da Unicef no Nepal, Virgínia Pérez, dados da Organização das Nações Unidas (ONU) relativos a 2001 mostram que 12 mil crianças eram traficadas por ano no Nepal. “Não sabemos até que ponto esses números estão atualizados”, disse ela, acrescentando que o Nepal e a Índia têm uma fronteira que pode ser atravessada com facilidade e sem documentação.

Veja como era o Nepal antes e como está depois do terremoto

Torre de Dharahara, que recebia milhares de turistas, se tornou ruínas após terremoto no Nepal. Foto: Reprodução/YoutubeDurbar Square, no Nepal, antes do terremoto que deixou mais de 3 mil mortos (Arquivo). Foto: Reprodução/YoutubeDurbar Square ficou destruída após o terremoto do dia 25 de abril de 2015. Foto: APTerremoto de quase 8 graus mudou a estrutura do Nepal . Foto: Reprodução/YoutubePilar onde estátua de Garud, um ser divino hindu, ficava foi parcialmente danificada. Foto: APCatmandu, no Nepal, foi uma das mais atingidas pelo terremoto do dia 25 de abril de 2015. Foto: Reprodução/YoutubeUnicef estima que até 1 milhão de crianças precisarão de ajuda após tremor no Nepal. Foto: Reprodução/YoutubeMonumentos históricos do Nepal foram dizimados pelo terremoto que deixou mais de 3 mil mortos. Foto: Reprodução/YoutubePopulação foi obrigada a ficar na rua, com medo de novos tremores no Nepal. Foto: Reprodução/Youtube

Virgínia Pérez Explicou que o risco incide, sobretudo, nas crianças que não têm quem cuide delas, que podem separar-se dos pais e acabar na Índia ou em outro país. A subnutrição, o perigo da falta de alimentos e o atraso no regresso à escola, assim como o perigo das doenças causadas pela falta de saneamento, são também preocupações do Unicef. O trabalho infantil é outra  preocupação do órgão, já que agora é necessária muita mão de obra para reconstruir o país.

O terremoto de 25 de abril destruiu vários distritos de Katmandu e outras áreas da capital nepalesa. Até o momento, o balanço aponta para aproximadamente 7 mil mortos e 14 mil feridos. Segundo a ONU, 160 mil casas foram destruídas e cerca de 143 mil danificadas, sendo necessários US$ 415 milhões para enfrentar a crise humanitária que atinge o país.

Leia tudo sobre: nepalterremoto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas