Procuradora da cidade afirmou nesta sexta-feira (01) que a morte do jovem negro Freddie Gray foi um "homicídio"

A procuradora da cidade de Baltimore, Marilyn Mosby, afirmou nesta sexta-feira (01) que a morte do jovem negro Freddie Gray foi um "homicídio" e que os seis policiais envolvidos no crime serão julgados.

Abril:  Protestos contra a polícia levam 100 ativistas à prisão em Nova York

EUA:  Polícia mantém toque de recolher em Baltimore

Segundo as informações de Mosby, um dos agentes será acusado por homicídio de 2º grau e os outros cinco por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) ou por agressão.

A investigação da Procuradoria concluiu que os policiais não forneceram assistência médica necessária a Grey, mesmo com os dois pedidos feitos pelo jovem de 25 anos.

A morte do homem causou uma revolta na cidade de Baltimore, onde diversos confrontos violentos foram registrados na última semana. Grey foi preso no dia 12 de abril e morreu uma semana depois, quando foi constatada uma lesão na coluna cervical.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.