Amber Anderson é acusada de ter mantido relações sexuais ao longo de um mês com um adolescente de 15 anos de idade

Uma professora de 27 anos admitiu a investigadores ter mantido relações sexuais com um aluno ao longo de um mês e pediu desculpas por "tirar a inocência" do jovem. O caso ocorreu no estado da Lousiana, nos EUA.

Amber Anderson, de 27 anos: ela se disse arrependida por ter mantido caso com seu aluno
Christian Life Academy
Amber Anderson, de 27 anos: ela se disse arrependida por ter mantido caso com seu aluno

Professora de matemática na escola Christian Life Academy, localizada na cidade de Baton Rouge, Amber Anderson foi presa no último dia 21 de abril, acusada de ter mantido relações sexuais com um jovem de 15 anos entre os meses de julho e agosto de 2013. 

Leia mais:
Professora de ensino médio é presa após ter relações sexuais com aluno

O caso, no entanto, só veio à tona recentemente, quando um ex-estudante da escola contou a história à mãe do adolescente envolvido. Ele, então, admitiu ter se relacionado com Amber, afirmando que tudo começou com troca de mensagens de celular com conteúdo sexual, que mais tarde evoluíram para o sexo propriamente dito.

A troca de mensagens foi iniciada pelo próprio jovem, considerado uma vítima pela Justiça, que teria conseguido o número do telefone da professora com um colega de escola. "Ficamos mais próximos e as mensagens naturalmente se tornaram mais sexuais", disse ele, cujo nome não foi divulgado. 

Leia também:
Professora de educação sexual é condenada por sexo com aluno
Professora dos EUA é presa acusada de fazer sexo com seis alunos adolescentes
Professora é presa sob acusação de ter feito sexo com menor

O fundador da escola, o pastor Jere Melinni, rechaça a acusação da mãe do aluno, segundo a qual ela teria denunciado à instituição o relacionamento. "Esta é a primeira vez que ouço sobre algo desta natureza", disse ele. "Caso contrário, teríamos tomado conta disso e Amber não teria continuado trabalhado conosco."

A agora ex-professora afirmou aos investigadores que o caso com o garoto foi um erro, pelo qual será julgada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.