Exército da Nigéria resgata 293 mulheres sequestradas pelo Boko Haram

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Exército afirmou que não está confirmado se alguma das libertadas fazia parte do grupo de estudantes que foi sequestrado pelos terroristas há exatamente 1 ano em Chibok

Algumas das centenas de garotas que foram sequestradas pelos terroristas nigerianos em 2014
AP
Algumas das centenas de garotas que foram sequestradas pelos terroristas nigerianos em 2014

O Exército da Nigéria anunciou, nesta terça-feira (28), ter resgatado 200 meninas e 93 mulheres do grupo terrorista Boko Haram. O resgate foi no nordeste da floresta de Sambisa. Ainda não está confirmado se alguma delas estava entre as estudantes sequestradas pelos jihadistas em abril do ano passado, em Chibok.

Porta-voz do Exército, o coronel Sani Usman afirmou que as tropas destruíram quatro campos de treinamento dos militantes no momento dos resgates. A ação foi realizada duas semanas depois de os militares terem anunciado uma operação na floresta, dominada pelo Boko Haram. As autoridades acreditam que as estudantes de Chibok ainda estejam na área.

Leia também:
Boko Haram sequestra mais 20 mulheres na Nigéria, segundo testemunhas
Boko Haram sequestra crianças de escola para usá-las como escudo humano

O Boko Haram sequestrou um número incerto de meninas, meninos e mulheres para serem usados como escravos sexuais e soldados. Muitos escaparam ou foram soltos durante ofensivas de tropas internacionais no final de janeiro, mas, apesar disso, o grupo jihadista segue dominando a floresta Sambisa, uma reserva nacional.

Chibok
Em abril do ano passado, se espalharam por todo o mundo campanhas pela libertação de quase 300 meninas que foram sequestradas pelo Boko Haram em Chibok, no nordeste da Nigéria. De lá, os rebeldes as levaram em caminhões para o interior da floresta Sambisa.

Dezenas de meninas conseguiram escapar das mãos dos rebeldes do grupo, no entanto 219 seguem desaparecidas um ano depois.

Veja os dez grupos terroristas mais ricos do mundo:

O Estado Islâmico é a organização terrorista mais rica do mundo. Com recursos vindos de crimes e do petróleo, os militantes administram até US$ 2 bilhões anuais. Foto: APAtuando na Faixa de Gaza, o Hamas - considerado terrorista pelo FBI -  tem renda anual de ao menos US$ 1 bilhão. Foto: Reprodução/YoutubeMilitantes das FARC, Forças Armadas Revolucionária da Colômbia, atua no país há mais de 50 anos com renda anual de até US$ 600 milhões. Foto: Reprodução/YoutubeO Hezbollah, que significa 'Partido de Deus', surgiu após invasão e ocupação do Líbano em 1982 por Israel. Grupo tem renda anual de US$ 500 milhões. Foto: Reprodução/YoutubeO movimento Taleban governou o Afeganistão de 1996 a 2001 e hoje tem renda estimada em US$ 400 milhões vindos principalmente do tráfico de drogas. Foto: Reprodução/YoutubeUma das organizações terroristas mais letais do mundo, a Al-Qaeda atua com cerca de US$ 150 milhões anuais. Foto: Wikemedia CommonsLashkar-e-Taiba, ou 'Exército dos justos', é um grupo radical islâmico paquistanês que atua no sudeste da Ásia com renda de até US$ 100 milhões ao ano. Foto: Reprodução/YoutubeNa Somália, a Al-Shabab é a maior organização militante do país e foi fundada em 2006. Hoje atua com cerca de US$ 70 milhões ao ano. Foto: APO IRA Real, facção radical do IRA, foi criado por ativistas que se opõem ao acordo de paz de 1998 e tem renda anual de até US$ 50 milhões. Foto: Reprodução/YoutubeBoko Haram, que significa 'educação ocidental é pecado', atua na Nigéria com anuais US$ 52 milhões. Foto: Reprodução/Youtube


Leia tudo sobre: boko haramchibok

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas