Atualmente, centenas de cristãos estão sendo perseguidos em países como Síria e Iraque por membros do Estado Islâmico

Papa também pediu também pediu para religiosos se empenharem na
AP Photo/Gregorio Borgia
Papa também pediu também pediu para religiosos se empenharem na "formação integral dos jovens"

 O papa Francisco afirmou nesta segunda-feira (27) que é necessário "favorecer o diálogo interreligioso, principalmente com o Islã". "É preciso favorecer o encontro entre as culturas, assim como o diálogo entre as religiões, principalmente com o Islã", disse o líder da Igreja Católica, ao receber os bispos da República do Benin, na África, em visita "ad limina", que é um encontro que religiosos de um país têm a cada cinco anos com o Papa no Vaticano.

Leia também:

Papa Francisco pede colaboração entre países da América
Em dura crítica, papa diz que corrupção 'fede'

"O Benin é um exemplo de harmonia entre as religiões. Levando em conta o atual clima mundial, convém sermos vigilantes para conservar esta frágil herança", ressaltou Francisco.

Ele também pediu para os religiosos se empenharem na "formação integral dos jovens" para que eles possam "dar a própria contribuição na área da solidariedade, da justiça e do respeito ao próximo".

Atualmente, centenas de cristãos estão sendo perseguidos em países como a Síria e o Iraque por membros do grupo extremista Estado Islâmico.

As cem fotos mais marcantes da visita do Papa ao Brasil:


    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.