A violência eclodiu depois do funeral de Freddie Gray, jovem negro de 25 anos que havia sido preso em 12 de abril

BBC

A cidade americana de Baltimore foi palco, nesta segunda-feira, de protestos que desencadearam saques a lojas, incêndios, confrontos com a polícia e deixaram ao menos sete policiais feridos. 

Leia mais:

Protesto em Baltimore tem saques e confronto com a polícia

A violência eclodiu depois do funeral de Freddie Gray, jovem negro de 25 anos que havia sido preso em 12 de abril ao fugir da polícia em uma área de altos índices de criminalidade. Ele levava consigo um canivete e foi colocado dentro de um camburão policial, mas sofreu uma lesão na espinha durante o percurso à delegacia e morreu uma semana depois. 

O comissário de polícia local Anthony Batts afirmou, na sexta-feira, que os policiais não colocaram cinto de segurança no suspeito e tampouco providenciaram cuidados médicos a tempo. Uma investigação sobre o caso está em curso. 

O episódio reacendeu o debate sobre a violência policial nos Estados Unidos, sobretudo com relação a afro-americanos. 

Os protestos desta segunda-feira foram os mais violentos nos país desde os distúrbios ocorridos em Ferguson, no Estado americano do Missouri, no ano passado, também decorrentes da morte de um homem nas mãos da polícia. 

O governo do Estado de Maryland, onde fica Baltimore, declarou estado de emergência na cidade.

Clique no link abaixo e assista ao vídeo:

Morte de jovem negro pela polícia gera onda de violência em cidade americana



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.