Até o momento, nenhum brasileiro foi identificado entre as mais de duas mil mortes causadas pelo desastre

Caixão à espera de corpo de vítima de terremoto que matou mais de duas mil pessoas no Nepal
AP
Caixão à espera de corpo de vítima de terremoto que matou mais de duas mil pessoas no Nepal

Segundo informações oficiais do Palácio do Itamaraty, pelo menos 54 brasileiros já informaram à chancelaria que conseguiram contato com amigos e familiares localizados na região do Nepal, na Ásia. Neste sábado (25), um terremoto de magnitude 7,8 atingiu o país e foi considerado o pior em 80 anos. Ainda de acordo com o Ministério das Relações Exteriores, nenhum brasileiro foi identificado entre os mais de dois mil mortos pela tragédia.

Leia também:

Novo terremoto atinge Índia e Nepal e provoca avalanche no Himalaia
Nepal busca por sobreviventes após tremor que matou mais de 2 mil pessoas

O Itamaraty informou que embaixada do Brasil em Katmandu está realizando buscas em hotéis e agências de turismo, para localizar todos os brasileiros no Nepal. Familiares e amigos também têm contribuído com o levantamento, fornecendo informações de seus conhecidos ao plantão consular. O Facebook, por exemplo, criou uma ferramenta que permite aos usuários localizados na região informarem a seus amigos se estão seguros.

Atualmente, o ministério trabalha com a estimativa de que 79 brasileiros estivessem na região. O número, no entanto, não é exato pois reúne as informações obtidas por meio de redes sociais e de pessoas que informaram a possibilidade de seus conhecidos estarem na região, uma vez que viajavam pela Índia e por Bangladesh, entre outros países próximos.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.