"Paguei R$ 7 mil por viagem", diz imigrante sobrevivente de naufrágio

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Um dos sobreviventes, Mohammed, da Síria, diz que foi a quarta vez que tentou fazer a travessia da Turquia para Grécia

BBC

BBC Brasil
"Paguei isso por esse barco... ruim", diz Mohammed, da Síria, sobrevivente do naufrágio

Noventa sobreviventes do naufrágio de um barco que levava imigrantes estão abrigados num prédio da Guarda Costeira na ilha grega de Rodes.

A embarcação em que viajavam bateu nas pedras antes de afundar no Mediterrâneo, deixando três mortos. Eles vieram de países em conflito na África e no Oriente Médio.

Mohammed, da Síria, é um dos sobreviventes. Foi a quarta vez que ele tentou cruzar da Turquia para a Grécia. Disse ter pago o equivalente a mais de R$ 7 mil pela travessia, de cerca de 16 km.

Leia mais:

Quem são os traficantes de imigrantes do Mediterrâneo?

Erro de capitão e superlotação de navio provocaram acidente que matou 800

"Paguei isso por esse barco... ruim", disse ele. "Não temos outra maneira de chegar aqui. Me dê outra maneira. Se você pedir por um visto, você é rejeitado." 

"Eu tentei uma vez o visto americano. Não consegui. Foi rejeitado. E para a Europa é a mesma coisa. Eu posso apresentar tudo o que eles pedirem. Eles vão rejeitar".

Dois homens acusados de bater o barco contra as pedras foram presos. Eles podem ser condenados à prisão perpétua. O advogado disse que eles também eram refugiados e que assumiram o barco quando o capitão fugiu.

Sobreviventes dizem que centenas de outras pessoas aguardam na Turquia para fazer a travessia. Para eles, a única maneira de impedir que novos imigrantes façam a travessia é garantir, de alguma maneira, melhores condições na região.

Clique no link e veja o vídeo:

'Paguei R$ 7 mil por viagem', diz imigrante sobrevivente de naufrágio


Leia tudo sobre: sobreviventenaufrágio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas