Em novo naufrágio, barco com 300 imigrantes afunda no Mediterrâneo

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

Acidente ocorre dois dias depois de uma embarcação com cerca naufragar no Canal da Sicília com 700 mortos

Jornalistas aguardam a chegada dos botes com os sobreviventes dos naufrágios no porto de Catânia, na Itália . Foto: APNesta imagem tirada de vídeo disponibilizado pela Guarda Costeira italiana, navio de resgate  faz operação salvamento no mar Mediterrâneo, ao sul da ilha de Lampedusa. Foto: AP/Reprodução de TV A operação de salvamento tenta buscar sobreviventes de um barco que transportava imigrantes e capotou ao norte da Líbia. Foto: AP/GettyImages/ReproduçãoImigrantes recebem ajuda de profissionais de resgate médico no porto italiano de Messina. Foto: AP/Reprodução de TV Imigrantes na Itália . Foto: APMembro da Cruz Vermelha carrega bebê enrolado em um cobertor após os imigrantes sicilianos desembarcaram em Porto de Empedocle, no último dia 13 de abril. Foto: AP


Um barco com cerca de 300 imigrantes afundou nesta segunda-feira (20) no Mar Mediterrâneo. O acidente ocorre dois dias depois de uma embarcação com cerca 900 pessoas naufragar no Canal da Sicília, na Itália, tornando-se a maior tragédia da região, com 700 mortos.

De acordo com fontes locais, as operações de resgate estão em andamento entre a Líbia e a Itália. Até o momento, 57 pessoas foram retiradas do mar com vida. Mais cedo, uma outra embarcação com 80 imigrantes vindos do oeste da Turquia afundou no mar Egeu, perto de Rodes, na Grécia.

Três pessoas morreram. Nesta segunda, os ministros das Relações Exteriores e do Interior da União Europeia se reunirão para discutir a crise de imigração e os naufrágios no Mediterrâneo.

Leia tudo sobre: Mundonaufrágio no mediterrâneoItáliaLíbia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas