Petróleo reaquece rivalidade entre britânicos e argentinos por Malvinas

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Buenos Aires anunciou nesta semana que abrirá processo contra cinco companhias petrolíferas atuantes no arquipélago, incluindo três britânicas, devido a operações de perfuração

BBC

Exploração de petróleo no arquipélago: três décadas após a guerra, tensão entre países continua
BBC/Reprodução
Exploração de petróleo no arquipélago: três décadas após a guerra, tensão entre países continua

As divergências entre Argentina e Grã-Bretanha por conta das Ilhas Malvinas ressurgiram publicamente nesta semana, quando Buenos Aires anunciou que vai processar cinco companhias petrolíferas, incluindo três britânicas, devido às operações de perfuração em águas vizinhas ao arquipélago.

Veja o vídeo com a reportagem aqui

Conhecido fora da América do Sul como Ilhas Falkland, o território se encontra desde o século 19 sob controle britânico, mas a Argentina há décadas reivindica soberania – em 1982 chegou a invadir as ilhas, deflagrando a Guerra das Malvinas, vencida pelo Reino Unido.

Leia mais:
Entenda a disputa de Argentina e Reino Unido pelas Malvinas

O anúncio da medida judicial contra as explorações marítimas foi feito em Londres, na sexta-feira (17), pelo representante do governo argentino para assuntos das Malvinas, Daniel Filmus. Ele alega que a extração de petróleo viola não apenas os direitos territoriais do país, mas também iria contra resoluções da ONU.

O ministro britânico da Relações Exteriores, Phil Hammond, no entanto, classificou a decisão do governo argentino de "bullying". E afirmou que os habitantes das Malvinas, em sua grande maioria descendentes de britânicos, têm o direito de promover o desenvolvimento econômico da região. Hammond pediu à Argentina para agir com mais responsabilidade.

Leia também:
Cameron acusa Argentina de 'colonialismo' no caso Malvinas
Veteranos argentinos das Malvinas relatam torturas de superiores
Argentina chama príncipe William de 'conquistador' das Malvinas

Em tese, a legislação argentina não se aplica às Malvinas. Especialistas veem poucas chances de sucesso de Buenos Aires nos tribunais. Mas o fato é que, mais uma vez, o território volta a causar tensões entre argentinos e britânicos.

Leia tudo sobre: malvinasargentinapetróleoguerra das malvinasinglaterrareino unido

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas