Um ano após tragédia que matou 304 pessoas, Coreia vai retirar balsa do mar

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Naufrágio ocorreu por fatores como excesso de peso e incompetência da tripulação; 450 estavam a bordo

Há um ano do naufrágio da balsa Sewol na Coreia do Sul, a presidente do país, Park Geun-hye, afirmou nesta quinta-feira (16) que seu governo irá retirar a embarcação que está a 40 metros de profundidade.

Na semana passada, o Congresso sul-coreano aprovou, quase por unanimidade, a operação para a retirada dos restos do barco. Ao todo, a ação custará US$ 110 milhões.

Leia também:

Dono de balsa naufragada na Coreia do Sul é encontrado morto, segundo a polícia
Presidente da Coreia do Sul chora ao se desculpar por naufrágio da balsa Sewol

Porém, mesmo com o anúncio da medida, os parentes das 304 vítimas protestaram fortemente contra o governo local. Segundo eles, nada mudou desde a tragédia e nenhuma medida de segurança foi tomada para evitar que fatos como esse se repitam.

O naufrágio da balsa ocorreu por múltiplos fatores, de acordo com as investigações, como excesso de peso e incompetência da tripulação. O capitão do barco, Lee Jun-seok, foi condenado a 36 anos de prisão pelo incidente e outros membros de sua tripulação pegaram de 15 a 30 anos de detenção.

Ao todo, 450 pessoas estavam a bordo da embarcação no dia 16 de abril de 2014. As buscas pelos corpos das vítimas foram encerradas em novembro do ano passado, mesmo não tendo sido localizados nove corpos. 

Parente de uma das vítimas, segurando retrato envolto em lençol branco, chora após tributo em Ansan, Coreia do Sul (23/4). Foto: ReutersMergulhadores buscam sobreviventes de naufrágio de balsa na Coreia do Sul (22/4). Foto: BBCParente de passageiro que estava a bordo de balsa naufragada em Seul chora enquanto aguarda informações em porto de Jindo (19/4). Foto: APBoias são rebocadas por um barco da marinha sul-coreana para ser instalada na balsa afundada na Coreia do Sul (18/4). Foto: ReutersCriança é resgatada por policiais marítimos sul-coreanos ao sair do navio 'Sewol', que naufragou em Jindo, Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersCorpo de um dos passageiros da balsa que afundou na região costeira da Coreia do Sul é levado para hospital em Jindo (16/04). Foto: APAdolescentes resgatadas após naufrágio na Coreia do Sul choram em academia para onde foram levadas (16/04). Foto: ReutersMulher se emociona ao ver o nome do filho em lista de sobreviventes na academia para onde eles foram levados, na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersUma mãe se emociona ao ver o filho entre os resgatados após naufrágio na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersHomem é socorrido no porto após ser resgatado de balsa que afundou na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersEquipes de resgate auxiliam sobrevivente de naufrágio na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersParente espera por notícias sobre os desaparecidos sozinho, em uma área do porto em Jindo, Coreia do Sul (16/04). Foto: APGrupo de familiares espera por notícias dos desaparecidos após naufrágio, em Jindo, Coreia do Sul (16/04). Foto: APEquipes da guarda costeira resgatam as vítimas de um navio que afundou na Coreia do Sul (16/04). Foto: APPassageiros resgatados após naufrágio de balsa na Coreia do Sul são escoltados por equipes de resgate em sua chegada ao porto de Jindo, em Seul (16/04). Foto: APParentes a espera de notícias acompanham as buscas por desaparecidos na Coreia do Sul (16/04). Foto: APFamiliares choram enquanto aguardam por notícias de passageiros desaparecidos após naufrágio, na Coreia do Sul (16/04). Foto: APOficiais da guarda costeira sul-coreana tentam resgatar passageiros de naufrágio (16/04). Foto: APHelicópteros de resgate sobrevoam balsa de passageiros sul-coreanos que afundou com mais de 450 pessoas, na Coreia do Sul (16/04). Foto: APBalsa com tripulantes acabou afundando na Coreia do Sul. Maior parte das pessoas a bordo eram estudantes (16/04). Foto: APOficiais marítimos (de preto) tentam resgatar passageiros (com coletes salva-vidas) a bordo da balsa sul-coreana 'Sewol' (16/04). Foto: ReutersOficial marítimo (de preto) resgata passageiros a bordo da balsa sul-coreana 'Sewol', que naufragou na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersEmbarcação estava cheia de estudantes e acabou naufragando na Coreia do Sul. Autoridades marítimas buscam por desaparecidos (16/04). Foto: ReutersBalsa sul-coreana 'Sewol' é vista afundando no mar ao longo de Jindo, na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersFamiliares choram enquanto esperam por passageiros desaparecidos de uma balsa que naufragou, no porto Jindo, Coreia do Sul (16/04). Foto: APDurante as buscas noturnas, autoridades iluminaram região para fazer os primeiros resgates, na Coreia do Sul (16/04). Foto: ReutersBusca da polícia marítima por passageiros desaparecidos com sinalizadores, após naufrágio da embarcação 'Sewol', na Coreia do Sul (16/04). Foto: Reuters


Leia tudo sobre: coreia do sulbalsa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas