Logo após queda do avião nos Alpes franceses, Jorge Bergoglio dissera que se identificava com a dor das famílias

O papa Francisco se encontrou brevemente nesta quarta-feira (15) com os parentes de algumas das vítimas do desastre com um avião da Germanwings no último dia 24 de março, que deixou 150 mortos.

Entenda:

Avião cai com 150 pessoas no sul da França
Copiloto da Germanwings prometia gesto para que todos lembrassem dele

A reunião ocorreu ao final da audiência geral realizada na praça São Pedro, no Vaticano, e o Pontífice passou uma mensagem de condolência pela tragédia.

Logo após a queda do Airbus A320 da companhia aérea alemã nos Alpes franceses, Jorge Bergoglio dissera que se identificava com a dor das famílias afetadas.

O avião da Germanwings havia partido de Barcelona, na Espanha, e tinha como destino Düsseldorf, na Alemanha. Todas as 150 pessoas a bordo morreram. O copiloto da aeronave, Andreas Lubitz, é acusado de tê-la derrubado de propósito, como indicam as primeiras informações obtidas das caixas-pretas. 








    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.