Tribunal italiano extingue condenação contra Silvio Berlusconi

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Tribunal de Vigilância de Milão confirmou que a pena do ex-premiê no processo "Mediaset" foi cumprida e agora é extinta

O Tribunal de Vigilância de Milão confirmou nesta terça-feira (14) que a pena do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi no processo "Mediaset" foi cumprida e está extinta.

Fevereiro: Ex-premiê Berlusconi ainda dá dinheiro a prostitutas de luxo, diz investigação

Político foi recepcionado por partidários do partido Forza Italia (27/11/2014)
Reuters
Político foi recepcionado por partidários do partido Forza Italia (27/11/2014)

Cenário: Eleição de Mattarella vai acelerar reformas políticas na Itália

O tribunal é responsável por controlar o cumprimento de sentenças determinadas pelo Judiciário da Itália. O ex-premier pagou 10 meses e meio de serviços sociais em um asilo em Milão por sua condenação por fraude fiscal na compra e venda de direitos televisivos.

A pena de serviços sociais foi instituída como alternativa à sentença oficial, que era de quatro anos de prisão. Ele também deveria ficar afastado de cargos públicos por dois anos, mas, de acordo om os juízes, esta condenação também está extinta.

A medida pode ser anulada pela Procuradoria Geral da Itália, mas, até que seja tomada outra decisão, Berlusconi está livre e terá seu passaporte restituído, podendo viajar ao exterior.

Berlusconi concluiu no dia 6 de março seu último dia de trabalho comunitário no asilo Sagrada Família. Na ocasião, ele prometeu prometeu continuar o trabalho voluntariamente. Durante os 10 meses que esteve na instituição, o ex-premier cuidou de pacientes com Mal de Alzheimer.

Leia tudo sobre: berlusconiitaliamilao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas