Polícia na Índia vai usar drones armados com spray de pimenta

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

Nova arma seria "menos severa" que o cassetete; tática dividiu opinião de usuários nas redes sociais

BBC

A polícia de uma cidade na Índia planeja usar drones (veículos aéreos não tripulados) armados com spray de pimenta para dispersar multidões.

Drone
BBC

A força policial de Lucknow, capital do Estado de Uttar Pradesh, no norte do país, comprou um conjunto de drones, cada um pesando 2 quilos, segundo o jornal indiano Indian Express.

"Estamos planejando usar esses drones para controlar multidões desobedientes com spray de pimenta", afirmou ao diário Yashasvi Yadav, superintendente de polícia.

O método será "menos severo" do que o cassetete, disse ele, e a polícia espera que também seja mais efetivo.

O Estado já usou drones para outros fins, como vigilância aérea, mas nunca para controlar aglomerações de pessoas, acrescentou Yadav.

Nas redes sociais, os usuários se dividiram quanto à nova arma da polícia. Enquanto alguns acreditam que os drones são um bom investimento, outros dizem que as pessoas vão tentar derrubá-los no ar.

A ideia precisa de "uma discussão mais profunda", afirmou um leitor no site do jornal Times of India. Segundo ele, os drones vão precisar voar muito baixo para poder soltar spray de pimenta e podem acabar sendo danificados.

Outros mostram preocupação de que a tática será indiscriminada. "Será que usar spray de pimenta em uma multidão, mesmo que descontrolada, está dentro da lei?", questionou um usuário.

"Além disso, jogar spray de pimenta indiscriminadamente pode afetar outras pessoas no local ou mesmo pedestres que não tem nada a ver com a aglomeração."

Conheça as chamadas armas não-letais usadas pela Polícia no Brasil

Uma nova lei obriga policiais no País a priorizar o uso de armas não letais contra suspeitos de crimes; conheça-as nas imagens a seguir. Foto: Leonardo Benassatto/Futura PressSpray de pimenta: usado para conter pessoas quase que estejam perto; causa ardência nos olhos. Foto: Getty ImagesSpray de pimenta: usado para conter pessoas quase que estejam perto; causa ardência nos olhos. Foto: Getty ImagesBombas de gás ou de efeito moral: usadas para dispersar multidões; pode, no entanto, matar se explodir quando próxima ao alvo. Foto: ReutersComo diz o nome, bombas de gás lacrimogêneo causam ardência nos olhos. Foto: Getty ImagesGás lacrimogêneo adquirido pelo governo paulista: um dos mais difundidos no País. Foto: Thaís Anzolin/SSPBala de borracha: usada para impedir alvos de avançar; pode causar ferimentos graves. Foto: Getty ImagesPoliciais da Tropa de Choque da PM paulista com armas de efeito moral. Foto: Futura PressO escudo, além de instrumento de proteção, pode ser também usado para imobilizar alvos e atacá-los. Foto: Getty ImagesO escudo, além de instrumento de bloqueio, pode ser também usado para imobilizar alvos e atacá-los. Foto: Futura PressCaminhão com canhão de água: usado para impedir avanço de alvos e dispersar multidões. Foto: Getty ImagesNo Brasil, o canhão de água ainda é relativamente novo, mas vem sendo adquirido por diferentes governos. Foto: Getty ImagesArmas de condutividade elétrica: o popular taser também é usado para impedir avanços do alvo e imobilizar agressores. Foto: Thaís Anzolin/SSPNa foto, uma arma de choque adquirida pela PM paulista: ainda pouco difundida no Brasil. Foto: Thaís Anzolin/SSPNo sentido horário: tonfa (cassetete), espingarda de bala de borracha, arma de choque e gás lacrimogêneo. Foto: Thaís Anzolin/SSPAs artes marciais também são consideradas armas não letais pela Secretaria Nacional de Segurança. Foto: Getty ImagesPoliciais de elite, principalmente, são treinados em diversas modalidades. Foto: Getty ImagesPolicial chinês treina artes marciais. Foto: Getty Images


Leia tudo sobre: índiadrone

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas