Responsável pelos crimes, sempre praticados por meio de envenenamento, foi apelidado pela imprensa de "Mataperros"

BBC

Julieta Nobles mostra foto de seu cachorro, um entre os mais de 60 mortos em Hermosillo
AP
Julieta Nobles mostra foto de seu cachorro, um entre os mais de 60 mortos em Hermosillo

Há um mistério na cidade mexicana de Hermosillo: quem está por trás do envenenamento até a morte de dezenas de cachorros, muitos deles de estimação?

Leia mais:
Cachorro mais alto do mundo morre nos EUA
Idosas despejadas deixam 80 cães em imóvel abandonado

Mais de 60 cães foram mortos nas últimas semanas, muitos deles em suas próprias casas, por carne com veneno de rato ou inseticida jogado sobre muros e portões. Vários cães de rua também foram assassinados.

O responsável foi apelidado de "Mataperros" (assassino de cães) pela imprensa local.

Ativistas de direitos dos animais exigem uma investigação para apontar os autores das mortes, mas não está claro se a polícia tem os recursos para a investigação.

Moradores de rua e seus amados cães; veja fotos:

Hermosillo, uma cidade industrial de cerca de 800 mil habitantes no norte do México, é conhecida pela violência e crimes relacionados a drogas.

Os envenenamentos vieram à tona em meados de março. De acordo com a agência de notícias Associated Press, autoridades ficaram surpresass quando 10 mortes de cães foram denunciadas num único dia – quantidade que a cidade geralmente registra em um mês inteiro.

"Todo mundo aqui acredita que apenas uma pessoa esteja realizando essas ações", diz Carolina de la Torre, ativista de direitos dos animais.

Segundo a agência, Raul Julia Levy, um ator baseado em Los Angeles, ofereceu US$ 10 mil (cerca de R$ 31 mil) de recompensa por informações que levassem à prisão do responsável.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.