Após ataques, eleições na Nigéria transcorrem de maneira organizada

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Cerca de 69 milhões de eleitores, de um total de 173 milhões de habitantes da Nigéria, vão eleger o presidente do país

Agência Brasil

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, felicitou hoje (29) os nigerianos pela organização das eleições no país que transcorrem “com grande calma e de maneira organizada”, apesar de vários ataques dos extremistas islâmicos do Boko Haram.

Veja mais:

Problemas com biometria suspendem eleições em localidades na Nigéria

Ataques a seções de votação deixam mortos na Nigéria

Urnas são abertas na Nigéria para escolher presidente e Parlamento

Ban Ki-moon apelou ainda às autoridades nigerianas para manterem essa atmosfera pacífica e condenou os ataques do “Boko Haram e outros que visaram a perturbar” a votação para a Presidência do país e para as eleições legislativas.

Além disso, ele destacou o fato de os nigerianos terem demonstrado muita perseverança ao irem votar, apesar da “violência injustificada”. Ban Ki-moon apelou ainda a todas as partes para continuarem rejeitando a violência durante o resto da votação e no anúncio dos resultados.

No total, cerca de 69 milhões de eleitores, de um total de 173 milhões de habitantes da Nigéria, vão eleger o presidente, 109 senadores e 360 deputados da nação mais populosa de África, o maior produtor de petróleo e primeira potência econômica do continente.

Nigeriana vota para presidente neste sábado (28.03.15)
AP
Nigeriana vota para presidente neste sábado (28.03.15)


Leia tudo sobre: Nigériaeleições

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas