Aeronave que decolou de Barcelona em direção a Dusseldorf caiu com 150 pessoas a bordo; não houve sobreviventes

Uma das caixas-pretas do avião da Germanwings que caiu nos alpes franceses foi encontrada, no início da tarde desta terça-feira (24), na região dos Alpes de Haute Provence. O objeto, responsável por registrar dados e gravações de voz do voo, é decisivo para entender o motivo para o acidente que deixou 150 mortos. 

De acordo com Gilbert Sauvan, maior autoridade na região de Haute Provence, no sul do país, não há sinal de nenhuma peça da aeronave no solo que seja maior do que um pequeno carro. Ele afirmou ainda que as autoridades não devem conseguir retirar os corpos nesta terça devido ao gelo no solo – situação que provavelmente permanecerá semelhante na quarta-feira (25), quando deve nevar na região. 

Leia mais:
"Não há nada além de destroços e de corpos", diz parlamentar francês
Encontrados destroços do avião que caiu nos alpes franceses

"As imagens são assustadoras. Não há nada além de destroços e de corpos", afirmou nas redes sociais o parlamentar francês Christophe Castaner. Ele sobrevoou o local do acidente onde caiu o avião A320 que seguia de Barcelona, na Espanha, em direção a Dusseldorf, na Alemanha.

A caixa-preta foi encontrada cerca de três horas após a tragédia, que ocorreu por volta das 11h (7h no horário de Brasília). 

Leia também:
"Não há nada além de destroços e de corpos", diz parlamentar francês

"Não há nada além de destroços e de corpos", escreveu Castaner a seus seguidores. A companhia aérea Germanwings afirmou em seu Twitter que o voo 4U9525 tinha 144 passageiros, incluindo dois bebês, e seis tripulantes a bordo – totalizando 150 pessoas. 

Entre os passageiros, havia uma turma de 16 estudantes alemães que voltava de um intercâmbio em Barcelona, na Espanha. Os alunos, com idade em torno de 15 anos, tinham feito aulas no Institut Giola de Llinars, em Barcelona. Além dos estudantes, existe a possibilidade de que estivessem juntos quatro professores acompanhando-os, segundo o jornal catalão "Nació Granollers".

O governo espanhol confirmou que 45 pessoas com sobrenome espanhol estavam dentro do avião. 

Acidente
O avião do Voo 4U9525 perdeu altitude por oito minutos até a colisão, informou o porta-voz da Germanwings, Thomas Winkelmann, em coletiva de imprensa.

O voo da empresa Germanwings, bandeira de baixo custo da Lufthansa, decolou de Barcelona, às 8h35, e deveria ter pousado em Dusseldorf, na Alemanha, por volta das 11h (hora local). No entanto, a torre de controle francesa perdeu contato com a aeronave às 10h53, segundo o jornal francês Le Figaro.

Os dados recolhidos por uma série de radares amadores no site Flightradar.fr mostram que após a decolagem o avião voou sobre o mar Mediterrâneo até atingir a altitude de mais de 30 mil pés. 

A área da queda fica localizada a cerca de 900 metros do maciço "Trois Evechés". Um grupo de ao menos 240 pessoas - entre bombeiros e policiais - estão no local para ajudar nas buscas.

* Com CNN, BBC, Le Figaro, Le Monde e Associated Press

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.