Entre as 150 vítimas do acidente com o avião A320, da Germanwings, que caiu nesta terça-feira (24), estavam 16 estudantes que voltavam de intercâmbio em Barcelona

Professores e alunos de uma escola alemã ficaram em luto e fizeram um memorial após saberem que estudantes alemães estavam no voo 4U 9525, da Germanwings, que caiu na manhã desta terça-feira (24) nos alpes franceses.

Algumas pessoas visitaram a escola Joseph-Koenig Gymnasium, em Haltern, no oeste da Alemanha, e acenderam velas em frente ao local.

Alunos acenderam velas em frente à escola Joseph-Koenig Gymnasium, em Haltern, na Alemanha
AP Photo
Alunos acenderam velas em frente à escola Joseph-Koenig Gymnasium, em Haltern, na Alemanha

Entre as 150 vítimas do acidente, estava uma turma de 16 estudantes que voltava de intercâmbio em Barcelona, na Espanha. As informações são da rede de televisão espanhola TV3. O avião faria a rota entre Barcelona e Dusseldorf, na Alemanha.

Leia mais:

"Não há nada além de destroços e de corpos", diz parlamentar francês

Caixa-preta de avião que ia à Alemanha é encontrada nos alpes franceses

Os alunos, que tinham cerca de 15 anos, tinham feito aulas no Institut Giola de Llinars, em Barcelona. Além dos estudantes, há a possibilidade de que quatro professores acompanhassem o grupo, segundo o jornal catalão "Nació Granollers".

No voo 4U9525 havia 67 alemães, disse o presidente da Germanwings, Thomas Winkelmann. No entanto, o executivo informou ainda não ser possível confirmar os nomes das vítimas. 

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, afirmou mais cedo que 45 pessoas com sobrenome espanhol estavam também na lista. Também haveria turcos no avião, segundo o presidente da França, François Hollande. Ninguém sobreviveu ao acidente.

Leia também:

Avião perdeu altitude durante 8 minutos, informa Germanwings

Espanhol adianta viagem em um dia e escapa de acidente aéreo nos Alpes

Veja fotos do acidente:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.