De acordo com as emissoras de televisão locais, 137 pessoas morreram e outras 345 ficaram feridas no atentado em Sanaa

Um atentado suicida contra mesquitas do Iêmen pode ter deixado mais de 130 mortos nesta sexta-feira (20), de acordo com relatos da imprensa local. Homens-bomba explodiram dentro de duas mesquitas na capital do país, Sanaa.

Leia mais:

Estado Islâmico reivindica autoria do atentado em Túnis, na Tunísia

Conflito no Iraque destrói tumba de Saddam Hussein em sua cidade natal

Outra mesquita em Saada, no norte do Iêmen, também foi alvo de um atentado hoje. De acordo com as emissoras de televisão locais, 137 pessoas morreram e outras 345 ficaram feridas no ataque.

O número oficial, no entanto, ainda não foi divulgado.

Já o portal especializado em monitoramento de terroristas na Internet, SITE, informou que o grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) reivindicou o ato.

Segundo relatos, homens suicidas explodiram bombas dentro de duas mesquitas na capital do Iêmen, Sanaa
AP Photo
Segundo relatos, homens suicidas explodiram bombas dentro de duas mesquitas na capital do Iêmen, Sanaa

Nesta quinta-feira (19), a organização também reivindicou um sequestro seguido de tiroteio ocorrido no museu do Bardo, na Tunísia, que deixou mais de 20 mortos, a maioria turistas estrangeiros.

As mesquitas atingidas são frequentadas pelos houthis, grupo xiita que desde setembro controla a capital e que, em janeiro, dissolveu o governo. Os houthis têm sido alvos de atentados da Al-Qaeda do Iêmen, considerada pelos Estados Unidos como uma das organizações terroristas mais perigosas da atualidade.


    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.