Novo mandato de Netanyahu começa com desafios internacionais

Por Nahum Sirotsky - Correspondente em Israel | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Apesar de ter apoio de políticos republicanos, primeiro-ministro tem sido criticado por suas posições por Obama

Poucos dias antes das eleições israelenses, havia empate técnico entre os candidatos. O trabalhista Isaac Herzog tinha vantagem nas pesquisas e chegou a falar como eleito. Mas, na hora H, Benjamin Netanyahu, do Likud, ganhou, com folga. 

O primeiro-ministro israelense na sede de seu partido, Likud, na terça-feira:
AP
O primeiro-ministro israelense na sede de seu partido, Likud, na terça-feira: "Vitória para o povo!"

Trata-se de seu quarto mandato como primeiro ministro. É o grande político que os republicanos americanos acolheram com aplausos, em Washington. A coalizão deverá ser formada pelo bloco nacionalista, incluindo partidos da direita e ultraortodoxos judaicos.

Leia mais:
Netanyahu celebra vitória em eleição em Israel

Netanyahu conseguiu a virada, ao declarar-se "contra a criação de um Estado Palestino". Esta foi a senha para receber votos úteis do eleitorado favorável à continuidade da colonização da Cisjordânia, empecilho ao tratado de paz com os árabes.

O próximo governo começa com problemas internacionais. Barack Obama ainda não assinou acordo com o Irã, mas está perto. O Estado Islâmico continua seu progresso ameaçador, o que aproxima os dois países, que possuem este inimigo em comum.

Israel insiste no risco do projeto atômico de Teerã. O novo Gabinete não quer esperar os iranianos produzirem armamentos nucleares. Contatos diplomáticos farão lobby na ONU.

Leia também:
Vitória de Netanyahu ofusca perspectiva de acordo de paz
Experiência e apoio de nacionalistas viram jogo para Netanyahu em Israel

A vitória de Netanyahu deve ser comemorada pelos republicanos, nos Estados Unidos. Em 2016, há eleições a presidente. Os democratas desejam manter o poder e buscam substituto à altura de Obama. A oposição conta com a amizade do premiê israelense.

* Com Nelsinho Burd

Leia tudo sobre: israelnahum sirotsky

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas