Herdeiro do trono do Reino Unido, Harry irá se dedicar ao voluntariado na África enquanto avalia "novas oportunidades"

Após 10 anos de serviço, o príncipe Harry anunciou nesta terça-feira (17) que não fará mais parte do Exército britânico - onde atua como piloto de helicópteros. A saída do herdeiro do trono será efetuada em junho, após servir na Austrália.

Na foto de 2009, Príncipe Harry sorri com uniforme da Força Aérea Real
AP Photo/Kirsty Wigglesworth
Na foto de 2009, Príncipe Harry sorri com uniforme da Força Aérea Real

"Essa é uma decisão difícil. Considero-me muito afortunado por ter tido a possibilidade de fazer um trabalho assim tão bonito e de ter encontrado pessoas fantásticas ao longo de toda a minha carreira. As experiências que tive serão lembradas por toda a minha vida e serei extremamente grato por isso", disse Harry em nota oficial.

O quarto na linha de sucessão do trono britânico começou sua carreira na escola de formação militar em Sandhurst, em 2005, e sua primeira missão foi no Afeganistão, em 2007. Em 2009, ele começou o aprendizado para pilotar helicópteros e, após o treinamento, fez mais uma missão em terras afegãs.

Como o jornal Daily Telegraph havia adiantado em 27 de fevereiro, Harry irá se dedicar ao voluntariado na África enquanto avalia "novas oportunidades" para seu futuro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.