Após 10 anos de serviço, príncipe Harry deixa Exército

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

Herdeiro do trono do Reino Unido, Harry irá se dedicar ao voluntariado na África enquanto avalia "novas oportunidades"

Após 10 anos de serviço, o príncipe Harry anunciou nesta terça-feira (17) que não fará mais parte do Exército britânico - onde atua como piloto de helicópteros. A saída do herdeiro do trono será efetuada em junho, após servir na Austrália.

Na foto de 2009, Príncipe Harry sorri com uniforme da Força Aérea Real
AP Photo/Kirsty Wigglesworth
Na foto de 2009, Príncipe Harry sorri com uniforme da Força Aérea Real

"Essa é uma decisão difícil. Considero-me muito afortunado por ter tido a possibilidade de fazer um trabalho assim tão bonito e de ter encontrado pessoas fantásticas ao longo de toda a minha carreira. As experiências que tive serão lembradas por toda a minha vida e serei extremamente grato por isso", disse Harry em nota oficial.

O quarto na linha de sucessão do trono britânico começou sua carreira na escola de formação militar em Sandhurst, em 2005, e sua primeira missão foi no Afeganistão, em 2007. Em 2009, ele começou o aprendizado para pilotar helicópteros e, após o treinamento, fez mais uma missão em terras afegãs.

Como o jornal Daily Telegraph havia adiantado em 27 de fevereiro, Harry irá se dedicar ao voluntariado na África enquanto avalia "novas oportunidades" para seu futuro.

Leia tudo sobre: Reino UnidoPrincipe Harry

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas