Cerca de 54 mil crianças podem ter sido afetadas por ciclone Pam, diz Unicef

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

O ciclone Pam teve seu pico de intensidade na última sexta-feira (13) à noite, com ventos que atingiram, em média, 250 a 270 quilômetros por hora (km/h)

Agência Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estimou hoje (14) que pelo menos metade da população de Vanuatu, ilha localizada no Pacífico sul, próximo à Austrália, pode ter sido afetada pelo ciclone tropical Pam, de categoria cinco, que passa neste final de semana pela Oceania. O ciclone Pam teve seu pico de intensidade na última sexta-feira (13) à noite, com ventos que atingiram, em média, 250 a 270 quilômetros por hora (km/h). Em Port Vila, o ciclone tropical chegou a atingir rajadas de 340 km/hora.

Em nota, o Unicef informou que entre a população afetada podem estar, pelo menos, 54 mil crianças. “Muitas casas em Vanuatu foram destruídas, uma vez que são construídas com materiais naturais e locais que são vulneráveis a ventos fortes e inundações”, diz trecho da nota divulgada pela entidade.

MAIS: Ciclone afetou ao menos 132 mil pessoas em arquipélago na Oceania, diz ONU

Segundo a agência das Nações Unidas, escolas, igrejas e centros comunitários do arquipélago de Vanuatu estão sendo usados como abrigos de emergência para a população. “Muitos destes edifícios também podem ter sofrido danos estruturais”, alertou o Unicef.

O órgão das Nações Unidas acrescentou que hospitais, sistemas de distribuição de eletricidade e de abastecimento de água, além das redes de comunicações também foram “fortemente” danificadas em todo o território, incluindo na capital Port Vila.

A fúria do ciclone tropical, que pode provocar um dos piores desastres naturais da história do Pacífico, segundo a ONU, atingiu outros territórios insulares do Pacífico, como Kiribati, Tuvalu e as Ilhas Salomão, provocando dezenas de mortes.

“O Unicef está no terreno nos países afetados, fornecendo assistência imediata. As necessidades mais urgentes incluem o fornecimento de recipientes de água, pastilhas de purificação, sabão e instalações sanitárias temporárias”, informou a organização.

Segundo comunicado, serão necessários, inicialmente, mais de US$ 2 milhões para atendimento das necessidades imediatas dos países afetados. Os recursos serão usados no fornecimento de itens de higiene, saúde, educação, nutrição e serviços de proteção, além de obra de saneamento.

O Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU afirmou que ainda não existem números oficiais de vítimas e feridos, mas indicou que algumas informações apontam para a morte de pelo menos 44 pessoas na província de Penama, no centro de Vanuatu.

Até o momento, foi confirmada a morte de seis pessoas em Port Vila, onde vivem cerca de 40 mil pessoas. Segundo as autoridades locais, 80% das casas da cidade ficaram seriamente danificadas.

MAIS: Veja imagens do ciclone que passa pela Oceania

Ciclone devastou arquipélago na Oceania neste sábado (15). Foto: APCiclone devastou arquipélago na Oceania neste sábado (15). Foto: APCiclone devastou arquipélago na Oceania neste sábado (14). Foto: APArquipélago na Oceania sofreu devastação devido a um ciclone. Foto: AP


Leia tudo sobre: cicloneciclone pamvanuatu

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas