Em novo vídeo do Estado Islâmico, menino mata suposto espião

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

Notícia é do "Site", portal que monitora a atividade de fundamentalistas na web. A vítima seria um palestino do serviço secreto de Israel

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) difundiu um vídeo que mostra um menino de roupa camuflada e rosto descoberto atirando em um suposto espião do governo de Israel.

A notícia é do "Site", portal que monitora a atividade de fundamentalistas na Internet. A vítima seria o palestino Mohammad Ismail, que, segundo os radicais, trabalha para o Mossad, o serviço secreto do país judeu. 

Execução de reféns pelo Estado Islâmico choca o mundo; veja vítimas

Estado Islâmico promove onda de destruição de patrimônio histórico no Iraque

Em janeiro deste ano, o EI já havia divulgado as imagens de outra criança atirando em um prisioneiro. Conhecido pela extrema violência de suas ações, o grupo sempre publica os vídeos das mortes de seus reféns, como foi o caso dos norte-americanos Steven Sotloff e James Foley. 

Diversas organizações de direitos humanos também já denunciaram que o Estado Islâmico recruta crianças e adolescentes para integrar suas filas.

Decapitados pelo Estado Islâmico no Iraque

Kayla Mueller, refém norte-americana do Estado Islâmico, morreu na terça-feira (10 de fevereiro); segundo o grupo terrorista ela teria sido vítima de um bombardeio da Jordânia na Síria . Foto: APEstado Islâmico divulga vídeo onde suposto piloto jordaniano é queimado vivo em gaiola, no dia 3 de fevereiro. Foto: Reprodução/TwitterO jornalista japonês Kenji Goto foi morto pelos extremistas do Estado Islâmico no dia 30 de janeiro. Ele havia viajado para a Síria visando libertar o refém Yukawa. Foto: APImagem obtida por meio de vídeo do Estado Islâmico mostra o japonês Haruna Yukawa (à dir.), que foi decapitado em 24 de janeiro. Ele foi à Síria por ser fascinado por guerras. Foto: APO americano Peter Kassig foi identificado como o homem decapitado pelo Estado Islâmico em 16 de novembro de 2014. Ele era voluntário na Síria. Foto: ReutersNo dia 3 e outubro de 2014, o voluntário inglês Alan Henning foi decapitado pelos terroristas do Estado Islâmico. Foto: Reprodução/YoutubeVídeo mostra decapitação do refém britânico David Haines, que era voluntário na Síria e foi morto em 13 de setembro de 2014. Foto: ReutersImagem feita a partir de vídeo postado na internet pelo Estado Islâmico mostra jornalista americano Steven J. Sotloff antes de ser decapitado, no dia 2 de setembro de 2014. Foto: APInsurgentes do grupo jihadista Estado Islâmico divulgaram a decapitação do jornalista americano James Foley em 19 de agosto de 2014. Foto: Reprodução/Youtube


Leia tudo sobre: estado islâmicoeiil no iraquemortecriançaespiãoexecução

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas