Roma recebe 4 mil policiais antes de protesto

Por Ansa |

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestantes da Liga Norte são esperados hoje em Roma para protestar contra o governo do primeiro-ministro Matteo Renzi

Protesto contra primeiro-ministro Matteo Renzi é esperado para este sábado
Ansa
Protesto contra primeiro-ministro Matteo Renzi é esperado para este sábado

Um contingente de 4 mil agentes de segurança foi deslocado para Roma para dar "proteção" e garantir a partidários do movimento conservador Liga Norte que possam se manifestar, informou o ministro do Interior da Itália, Angelino Alfano, neste sábado (28).

"Como vocês sabem, eu não acredito em nada do que diz [o líder da Liga Norte, Matteo] Salvini, mas o seu direito de manifestação é sagrado, porque é uma peça importante da democracia italiana", acrescentou.

"Então vamos proteger o seu direito deslocando 4 mil homens da polícia para evitar que aqueles que querem usar a violência para interferir contra a manifestação da Liga não possam fazê-lo".

Manifestantes da Liga Norte são esperados hoje em Roma para protestar contra o governo do primeiro-ministro Matteo Renzi. Manifestação convocada recentemente por legenda em Milão juntou 40 mil pessoas na cidade.

"Propomos um caminho. Uma alternativa política, econômica e cultural para Renzi, [Angela] Merkel e para a Europa", disse, em entrevista à Radio Rai.

Na sexta-feira (27), policiais e manifestantes contrários à demonstração de hoje entraram em confronto em Roma, após grupo ocupar uma igreja na Piazza del Popolo.

Pessoas presentes no protesto levavam cartazes contra Salvini, que classificou o ato como "criminoso".

Leia tudo sobre: Matteo RenziLiga NorteoposiçãoItáliaRomaProtestos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas