Bombas explodiram na zona Sudeste dos subúrbios de Bagdá; balanço de vítimas foi confirmado por fontes médicas

Agência Brasil

Pelo menos 22 pessoas morreram e outras 43 ficaram feridas nesta terça-feira (24), após um duplo atentado à bomba em um subúrbio de Bagdá, conforme informaram fontes dos serviços de segurança iraquianos. 

Carros-bomba são normalmente utilizados por grupos radicais em regiões de conflito urbano
AP
Carros-bomba são normalmente utilizados por grupos radicais em regiões de conflito urbano

Uma das duas explosões, que ocorreram na rua principal do Bairro Jisr Diyala (na zona Sudeste dos subúrbios da capital iraquiana), foi provocada por um carro-bomba, de acordo com uma fonte do Ministério do Interior.

Segundo a polícia, as explosões ocorreram perto de um posto de bombeiros, no momento em que um grupo de jovens deixava um campo de futebol localizado nas imediações. O balanço de vítimas também foi confirmado por fontes médicas.

Leia mais:
Estado Islâmico exibe 21 reféns curdos enjaulados pelas ruas do Iraque
EUA bombardeiam alvos de grupo extremista no Iraque
Conheça o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, grupo que avança no país árabe

A capital iraquiana, o Norte do Iraque e as regiões ao Sul de Bagdá também foram alvo de incidentes violentos nesta terça-feira. Nove pessoas morreram em ataques envolvendo carros-bomba, engenhos artesanais e bombas magnéticas.

Os atentados no território iraquiano têm sido menos frequentes nos últimos meses, por causa dos progressos das forças anti-jihadistas em relação ao grupo extremista Estado Islâmico, que controla desde junho zonas do Norte e do Oeste do Iraque.

Relembre os piores ataques terroristas de 2014:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.